Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da replicação viral e da expressão proteica de RSK2 em Linfócitos T CD4+ infectados pelo HIV-1 sob diferentes estímulos de ativação

Processo: 18/05184-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Luiz Mário Ramos Janini
Beneficiário:Tatiane Montes de Andrade
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Linfócitos T CD4-positivos   HIV-1   Virologia   Latência viral   Replicação viral

Resumo

Introdução: A erradicação do vírus HIV do organismo de pacientes infectados é dificultada pelo fato de que este vírus tenha a capacidade de formar reservatórios virais. Quando a integração do material genético viral é feita em regiões do genoma de células hospedeiras em que a transcrição é inativa, os produtos virais não são expressos em quantidade suficiente para serem tidos como alvos da terapia antirretroviral, tão bem como, para serem alvos de mecanismos de defesa do Sistema Imunológico do hospedeiro. Dessa forma, a considera-se a infecção como latente. Sabe-se que os níveis da produção viral dependem de alterações epigenéticas da cromatina e atuação de fatores de transcrição nas regiões de integração do HIV. Exemplo disso trata-se de como o fator de transcrição NF-ºB pode se associar ao promotor LTR-HIV e promover um aumento da replicação viral. Sendo assim, o projeto em questão busca investigar se a ativação de NF-ºB mediada pela proteína RSK2 da via MAPK impacta na produção viral. Objetivo: Investigar a produção viral e a expressão proteica de RSK2 após estímulo de células T CD4+ por diferentes agentes. Materiais e métodos: A partir de um concentrado de hemácias e leucócitos, células mononucleares de sangue periférico (PBMCs) serão separadas por gradiente de densidade mediante o uso do reagente Ficoll Paque, das quais serão purificadas células T CD4+ a serem ativados por diferentes agentes, infectadas por vírus HIV-1 e cultivados em meios apropriados para tanto. Das mencionadas culturas serão obtidos: sobrenadantes a serem encaminhados para detecção de RNA viral e extratos proteicos a serem quantificados e verificados quanto a determinadas expressões proteicas.