Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do receptor nicotínico colinérgico alfa 7 (alfa7nAChR) no controle hipotalâmico da homeostase energética e associação com a sinalização da leptina em camundongos

Processo: 18/01863-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcio Alberto Torsoni
Beneficiário:Camilla Mendes de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Assunto(s):Hipotálamo   Neurofisiologia   Leptina   Camundongos

Resumo

A sinalização colinérgica, mediada pela ativação de receptores muscarínios e nicotínicos vem sido descrita na literatura como uma sinalização clássica e importante na regulação da resposta inflamatória. No entanto a literatura demonstra que a nicotina, agonista farmacológico desses receptores, culmina em redução do peso corpóreo e ingestão alimentar. Nesse sentido estudos recentes tem investigado o papel da acetilcolina, agonista fisiológico desses receptores, no controle da homeostase energética à nível central. Estudos demonstram que animais que não expressam acetilcolina em regiões cerebrais de controle da homeostase energética, apresentam ganho de peso excessivo e hiperfagia. É uma linha recente de pesquisa e pouco se sabe dos receptores envolvidos nessa resposta e da associação da sinalização desses receptores com hormônios responsáveis pelo controle da homeostase energética. A leptina e insulina são os principais hormônios responsáveis pelo controle da homeostase energética à nível central. O hipotálamo é o centro regulador da homeostase energética, e estudos apontam o que o receptor nicotínico de acetilcolina ±7nAChR é altamente expresso nessa região. O nosso objetivo é avaliar o papel do receptor nicotínico de subunidade ±7nAChR hipotalâmico no controle da homeostase energética e sua associação com a sinalização da leptina. Métodos: Em modelo celular será avaliado a modulação da expressão de neuropeptídios reguladores da homeostase, frente à estímulo de agonista, antagonista do receptor ±7nAChR e leptina. Em modelo animal, com camundongos machos swiss será avaliado por imunofluorescência a presença de receptores ±7nAChR em células reguladoras da homeostase energética (POMC e NPY), através de cortes cerebrais de camundongos. Parte dos animais serão submetidos a estímulo intracérebroventricular de agonista, antagonista e siRNA do receptor ±7nAChR e serão tratados também com leptina sendo avaliados parâmetros metabólicos por respirômetria e expressão de neuropeptídios hipotalâmicos por real time PCR. Resultados prévios desenvolvidos em iniciação científica já demonstram que o receptor ±7nAChR modula a ingestão alimentar e aumenta a expressão de neuropeptídio anorexígeno e diminui a expressão de neuropeptídios orexígenos. Assim como demonstramos por imunofluorescência a presença de ±7nAChR células reguladoras da homeostase em cortes cerebrais na região hipotalâmica. Avaliamos também a associação da resposta à expressão de neuropeptídios com associação do estímulo do agonista de ±7nAChR com a leptina e encontramos modulação na expressão desses neuropeptídios, indicando possível comunicação entre as vias de sinalização. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.