Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da composição florística das áreas verdes urbanas na comunidade de aves

Processo: 17/26145-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Marco Aurelio Pizo Ferreira
Beneficiário:Beatriz Ferreira da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Urbanização   Área urbana   Áreas verdes   Praças   Florística   Avifauna   Biodiversidade   Rio Claro (SP)

Resumo

O processo de urbanização leva a intensas alterações na paisagem, com grande perda e fragmentação de habitats. Por este motivo, são necessários estudos sobre este tema para auxiliar na conservação, principalmente das espécies nativas que ocorrem em ambientes urbanos. Ademais, estudos sobre a avifauna urbana são utilizados como ferramenta para diagnóstico ambiental, evidenciando a importância de áreas verdes, como as praças e jardins públicos, no ambiente urbano para a sobrevivência das aves. Neste estudo será avaliada a influência de características locais sobre a comunidade de aves que ocupa praças e jardins públicos urbanos. A área de estudo será Rio Claro, uma cidade de médio porte localizada no estado de São Paulo (Brasil). O levantamento de aves será realizado através do método de ponto fixo em jardins públicos e praças. Além das aves, também serão amostradas as características individuais de cada local, como a composição florística, estratificação, densidade e proporção de espécies arbóreas nativas e exóticas. Este estudo irá contribuir para o conhecimento sobre os efeitos da urbanização sobre a biodiversidade Brasileira, e irá auxiliar na identificação de estratégias de manejo que podem favorecer a comunidade de aves que ocupa áreas verdes urbanas.