Busca avançada
Ano de início
Entree

Capacidade de crescimento, nodulação e potencial para fitorremediação de Cajanus cajan em solos contaminados por cobre

Processo: 18/01234-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Botânica Aplicada
Pesquisador responsável:Liliane Santos de Camargos
Beneficiário:Mariana Bocchi da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Poluição do solo   Cobre   Fitorremediação   Oxidação   Fixação de nitrogênio   Leguminosae   Cajanus

Resumo

A contaminação do solo por metais pesados é um problema que há muito tempo vem preocupando a população, e cada vez mais tem aumentado o numero de locais contaminados devido o grande aumento de atividades industriais que utilizam esses elementos durante processos de acabamento. A grande questão é que nem todo metal pesado é puramente tóxico, e vários micronutrientes são metais pesados, como por exemplo o cobre (Cu2+) que faz parte de enzimas envolvidas em reações de oxidação-redução. Esse elemento pode ter sua concentração aumentada no solo por conta de atividades antrópicas e também pelo uso excessivo de fertilizantes e defensivos químicos. De acordo com a CETESB concentrações de Cu a partir de 60 mg kg-1 já são consideradas como altas e necessitam de intervenção, áreas agrícolas não deve possuir concentrações maiores que 200 mg kg-1 e áreas industriais 600 mg kg-1. Em plantas, concentrações entre 20 e 30 mg kg-1 são consideradas fitotóxicas, mas ainda não se sabe qual a concentração em solo que pode levar a toxicidade. Uma alternativa ambientalmente correta é a fitorremediação, na qual são utilizadas plantas tolerantes ao metal pesado para remoção ou estabilização do contaminante no solo. A espécie Cajanus cajan é uma leguminosa herbácea, que apresenta as características favoráveis mencionadas acima, também é utilizada como adubo verde em sistemas agrícolas, não havendo dados de sua tolerância a elementos potencialmente tóxicos, sejam eles nutrientes ou não. Assim, o principal objetivo desse estudo é caracterizar a tolerância e potencial fitorremediador de C. cajan ao metal pesado cobre para potencial aplicação dessa planta como fitorremediadora.