Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre níveis de atividades físicas, composição corporal e proficiência motora em adolescentes com deficiência intelectual

Processo: 18/02677-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Fábio Bertapelli
Beneficiário:Marcos Martins de Barros Filho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Pediatria   Saúde do adolescente   Adolescentes   Deficiência intelectual   Atividade física   Desempenho psicomotor   Composição corporal   Sobrepeso   Acelerometria   Campinas (SP)

Resumo

Jovens com Deficiência Intelectual (DI) apresentam baixos níveis de atividades físicas (AFs), prevalência elevada de sobrepeso e menor proficiência motora em comparação aos jovens sem DI. Baixos níveis de AFs são associados ao sobrepeso e desordens da proficiência motora em adolescentes sem DI. No entanto, as evidências sobre a associação entre níveis de AFs, composição corporal e proficiência motora em adolescentes com DI são limitadas. Este estudo tem por objetivo primário avaliar a associação entre níveis de AFs, composição corporal e proficiência motora em jovens com DI. A amostra será composta por 50 jovens com DI, de ambos os sexos, com idade entre 15 e 21 anos, da região de Campinas - São Paulo. Os níveis de AFs serão avaliados mediante acelerômetros Actigraph wGT3X-BT. Proficiência motora será avaliada mediante Bruininks-Oseretsky Test (BOT-2) e Gross Motor Function Measure (GMFM). Composição corporal (% gordura, massa gorda e magra total e regional) será estimada pelo DXA. Modelos de regressão multinível serão utilizados para examinar a associação entre composição corporal e proficiência motora em adolescentes com DI. Espera-se que este estudo forneça evidências para auxiliar políticas de prevenção e combate à inatividade física, obesidade e insuficiência motora na referida população. (AU)