Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel funcional de proteínas de superfície de Leptospira interrogans como receptores de células endoteliais e epiteliais do hospedeiro

Processo: 17/26223-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Ana Lucia Tabet Oller Do Nascimento
Beneficiário:Maria Beatriz Takahashi
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50981-0 - Busca de proteínas de superfície nas sequências do genoma da Leptospira interrogans: caracterização funcional e imunológica para o entendimento de mecanismos envolvidos na patogênese de bactéria, AP.TEM
Assunto(s):Interações hospedeiro-parasita   Leptospira interrogans   Leptospirose   Células endoteliais   Células epiteliais   Cromatografia de afinidade   Dicroísmo circular   ELISA em animal

Resumo

A Leptospirose é uma zoonose amplamente disseminada e ocorre de forma endêmica em várias partes do mundo. No Brasil, as epidemias mais frequentes ocorrem nas comunidades pobres durante o período de chuvas, época em que os alagamentos constantes associados às condições precárias de saneamento favorecem o contato com ambiente e água contaminada. Medidas para controlar a propagação da doença são falhos. O entendimento dos mecanismos de patogenicidade das leptospiras é fundamental para bloquear a ação deste patógeno. Nesse sentido, a identificação de proteínas da membrana externa conservadas são os principais alvos de pesquisa, visto que essa localização de superfície facilita a interação com o hospedeiro. Diversos estudos têm buscado caracterizar o envolvimento de proteínas de superfície de Leptospira interrogans com componentes do hospedeiro. Assim, o projeto atual tem como proposta avaliar o envolvimento das proteínas LipL41, LipL21, Lip46 e OmpL37 como receptores de células endoteliais e epiteliais in vitro. Os genes clonados serão expressos em linhagens de E. coli. As proteínas recombinantes serão purificadas por cromatografia de afinidade a metal e analisadas quanto a sua estrutura pela técnica de dicroísmo circular. Animais BALB/c serão imunizados com as proteínas recombinantes para produção de antissoro policlonal e os soros obtidos serão titulados por ELISA. Em seguida, as proteínas recombinantes serão avaliadas quanto à reatividade com anticorpos presentes nos soros de pacientes diagnosticados com Leptospirose e suas interações com células endoteliais e epiteliais serão caracterizadas in vitro. O cumprimento dessas etapas experimentais irá contribuir para a identificação de proteínas envolvidas na interação patógeno-hospedeiro. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TEIXEIRA, ALINE F.; FERNANDES, V, LUIS G.; CAVENAGUE, MARIA F.; TAKAHASHI, MARIA B.; SANTOS, JADEMILSON C.; PASSALIA, FELIPE J.; DAROZ, BRENDA B.; KOCHI, LEANDRO T.; VIEIRA, MONICA L.; NASCIMENTO, ANA L. T. O. Adjuvanted leptospiral vaccines: Challenges and future development of new leptospirosis vaccines. Vaccine, v. 37, n. 30, p. 3961-3973, JUL 9 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.