Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos integrados de xenoestrógenos e da infecção por quitrídio sobre a morfo-fisiologia de machos e fêmeas do SAPO cururu

Processo: 17/18040-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Luis Felipe de Toledo Ramos Pereira
Beneficiário:Raquel Fernanda Salla Jacob
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/25358-3 - O fungo quitrídio no Brasil: da sua origem às suas consequências, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):19/04462-5 - Efeitos integrados de xenoestrógenos e da infecção pelo fungo quitrídio sobre o microbioma do SAPO cururu brasileiro (Rhinella icterica), BE.EP.PD
Assunto(s):Biomarcadores   Etinilestradiol   Quitridiomicose   Ecotoxicologia

Resumo

Anfíbios são alvos frequentes de diversos fatores estressantes, os quais vêm contribuindo cada vez mais com a situação de declínio e extinção de suas populações. Dentre esses fatores destacam-se os xenoestrógenos de origem antrópica. Uma vez em contato com as populações aquáticas estes compostos atuam como disruptores endócrinos, afetando diversas funções fisiológicas dos anfíbios. No Brasil o 17±-etinilestradiol (EE2) consiste em um dos xenoestrógenos mais comumente detectados em corpos d'água. Uma vez expostos a estes contaminantes os anfíbios podem se tornar ainda mais vulneráveis a outras alterações ambientais ou doenças infecciosas, como a quitridiomicose. Esta, por sua vez, também é causa de graves declínios em populações de anfíbios, incluindo algumas do Brasil. No ambiente aquático, todos estes fatores podem ocorrer de maneira concomitante, e a interação entre eles pode gerar efeitos ainda mais severos. Entretanto, até o momento não há estudos que avaliem os efeitos sinérgicos entre o 17±-etinilestradiol (EE2 e a quitridiomicose, tampouco existem comparações entre os gêneros sexuais neste sentido. Tal comparação entre os gêneros é de grande relevância considerando os potenciais efeitos destes fatores sobre as funções reprodutivas, cardíacas e metabólicas; o que pode acarretar em desequilíbrios populacionais a longo prazo em decorrência de alteração dos sexos e de mecanismos fisiológicos importantes. Sendo assim, o presente estudo tem como objetivo avaliar e comparar os efeitos isolados e combinados em uma exposição crônica ao EE2 e ao fungo quitrídio (Batrachochytrium dendrobatidis) sobre a morfo-fisiologia de sapos cururus (Rhinella icterica) machos e fêmeas. Tais objetivos serão alcançados através da análise de biomarcadores como a função cardíaca in vivo e in vitro (contratilidade cardíaca), e a histologia da pele, fígado e gônadas (enfoque especial no órgão de Bidder) de ambos gêneros sexuais. Este estudo será pioneiro, não só a nível nacional, como também mundial e pode revelar uma trama complexa de interações entre patógenos, contaminantes ambientais e gênero sexual em anuros.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.