Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de peptídeos com potencial inibitório sobre as oncoproteínas E6 e E7 no desenvolvimento de novas terapias para tumores induzidos por HPV

Processo: 17/19801-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Ricardo Jose Giordano
Beneficiário:Heloise Ranucci Luchiari
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia celular   Infecções por Papillomavirus   Neoplasias   Phage display   Peptídeos

Resumo

O Papilomavírus humano (HPV) é um vírus de DNA que infecta o epitélio da pele e mucosas. É o agente etiológico do câncer de colo do útero e de outras regiões anogenitais, como ânus, pênis, vagina e vulva, além de cânceres de cabeça e pescoço. Juntos, somam 5% de todos os cânceres anualmente. A manutenção do potencial maligno nos tumores HPV-induzidos se dá pela expressão das oncoproteínas virais E6 e E7, cujo silenciamento leva à apoptose das células infectadas. Através da tecnologia de phage display, é possível construir grandes bibliotecas de peptídeos aleatórios expressos no capsídeo de fagos filamentosos e selecionar peptídeos ligantes para virtualmente qualquer alvo biológico. Assim, o objetivo do presente trabalho é utilizar esta tecnologia para identificar peptídeos neutralizantes para as oncoproteínas E6 e E7 de HPV. Os peptídeos serão validados e priorizados por sua capacidade de internalização nas células e utilizados em ensaios de inibição da atividade de E6 e E7 nas linhagens derivadas de tumores HPV-induzidos. Os peptídeos mais promissores para desenvolvimento terapêutico serão avaliados quanto ao alvo celular específico pelo qual competem na interação com as oncoproteínas virais. Assim, espera-se identificar peptídeos com capacidade inibitória sobre E6 e E7 que possam servir de base para o desenvolvimento de terapias menos invasivas, menos tóxicas e mais específicas para tumores HPV-induzidos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.