Busca avançada
Ano de início
Entree

A equivocidade em Kant e o poder crítico de alargar o pensamento

Processo: 18/05452-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Maurício Cardoso Keinert
Beneficiário:Paulo Borges de Santana Júnior
Supervisor no Exterior: Kervegan Jean-Francois
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne, França  
Vinculado à bolsa:17/07914-9 - A travessia da delimitação ao alargamento: um sentido a mais de crítica em Kant, BP.DR
Assunto(s):Filosofia moderna   Estética (filosofia)   Crítica (filosofia)

Resumo

Vinculado à pesquisa sobre o sentido de crítica enquanto alargamento do pensar, esse estágio propõe dialogar, sobretudo, com as importantes interpretações francófonas sobre o estético e a crítica em Kant. Nessas interpretações, além do caráter reflexivo da noção de crítica, enfatiza-se também a peculiaridade do estético assumir em Kant uma multiplicidade de sentidos de acordo com cada campo de investigação de seu pensamento. Antes de designar falhas conceituais, tal equivocidade retrata a riqueza do estético, tanto para Kant quanto para a filosofia do século XVIII, reverberando também na produção artística literária. Seguindo a influência dessa valorização da equivocidade em Kant, buscamos compreender as relações entre os seus significados e os contextos que forçam as passagens para um novo significado. Essas passagens, por não recusarem o significado anterior, nossa pesquisa nomeia de alargamentos de conceito. Em Kant, a equivocidade é exposta com bastante acuidade e delimitação, proporcionando um alargamento do conceito justamente a partir da circunscrição de um novo significado. Desse modo, a nossa hipótese da crítica enquanto alargamento do pensamento encontra no caso do estético um exemplo muito importante na medida em que tal equivocidade é encontrada na perspectiva transcendental. Assim, propomos descrever essa relação aparentemente mútua entre a equivocidade dos termos e o exercício crítico de alargar o pensamento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)