Busca avançada
Ano de início
Entree

Indicadores de desempenho em ambientes lean healthcare: uma comparação entre hospitais brasileiros e americanos

Processo: 18/05026-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Produção - Gerência de Produção
Pesquisador responsável:Kleber Francisco Espôsto
Beneficiário:Túlio Fígaro Ulhoa
Supervisor no Exterior: Rapinder Singh Sawhney
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Tennessee (UT), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/04702-0 - Estruturação de um Sistema de Medição de Desempenho em Centros Cirúrgicos para apoiar iniciativas de Lean Healthcare., BP.MS
Assunto(s):Administração hospitalar   Centro cirúrgico hospitalar   Gestão por processos   Indicadores de desempenho

Resumo

A introdução de lean em hospitais criou uma tendência na pesquisa acerca de gestão de operações, comumente denominada lean healthcare. O desenvolvimento de iniciativas de lean healthcare pode diretamente impactar a qualidade e segurança de pacientes, assim como desenvolver melhorias nos processos e finanças da organização hospitalar. O centro cirúrgico, um dos mais relevantes setores do hospital, pode ser o foco dessas melhorias, visto que é crítico para pacientes com necessidades de cirurgias e importantes para sustentabilidade financeira de toda a organização. Para avaliar o lean healthcare, indicadores de desempenho ou KPIs podem apresentar evidências da melhoria ou apresentar áreas onde os esforços poderiam ser direcionados. Nessa proposta, a ideia principal visa a comparação dos processos de medição e avaliação de desempenho entre hospitais brasileiros e americanos, os quais compartilham diferenças socioeconômicas, mas também apresentam similaridades que podem beneficiar ambas as organizações. A ideia, combinada com lean healthcare, possibilitaria estudos pertinentes ao processo de medição e avaliação de melhorias, encorajando novas abordagens focadas nesses tópicos. A estrutura do projeto pode ser definida em duas partes, por meio da realização de um estudo de caso. A primeira parte pode ser definida como a identificação de similaridades e diferenças entre os centros cirúrgicos dos dois países. A segunda seria focada na avaliação crítica dessa informação, destacando a relação entre lean healthcare e medição de desempenho nesses ambientes. Como um resultado, um artigo focado nesse estudo de caso poderia ser desenvolvido em parceria como pesquisadores internacionais, com a intenção de publicar os resultados obtidos e promover pesquisas futuras na área, além de auxiliar praticantes de ambientes hospitalares na promoção de projetos de melhoria que iriam afetar positivamente pacientes e colaboradores por meio do lean e da gestão do desempenho. (AU)