Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos imunomodulatórios e antifúngicos do ácido cafeico (Ca), do éster fenetil do ácido cafeico (CAPE) e da Artepillin C (ARC) sobre c. albicans e desenvolvimento de candidose em modelos hospedeiros in vivo

Processo: 17/02652-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Juliana Campos Junqueira
Beneficiário:Patricia Pimentel de Barros
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/05664-0 - Explorando o ácido cafeico (Ca), éster fenetil do ácido cafeico (CAPE) e artepilina c (ARTC) como novas estratégias para eliminar as células persistentes de Candida Albicans, BE.EP.PD
Assunto(s):Galleria mellonella   Camundongos   Microbiologia oral   Candida albicans   Peptídeos catiônicos antimicrobianos

Resumo

Atualmente, as opções de tratamento para as infecções fúngicas, como a candidose bucal, apresentam limitações devido à baixa disponibilidade de drogas antifúngicas e ao surgimento de cepas resistentes aos medicamentos. Assim, o desenvolvimento de novos compostos antifúngicos e novas abordagens terapêuticas são de grande necessidade para o controle dessas infecções. Alguns constituintes da própolis como o ácido caféico (CA), o éster fenetil do ácido caféico (CAPE) e a artepillin C (ARC), são considerados compostos antimicrobianos promissores por possuirem atividade antifúngica e antibacteriana, bem como ação imunomodulatora e anti-inflamatória por meio da inibição do fator transcricional NF-kB e de enzimas envolvidas no processo inflamatório. Portanto, o presente trabalho tem como objetivo determinar se CA, CAPE e ARC são capazes de estimular o sistema imunológico contra C. albicans e inibir o desenvolvimento de candidose em modelos experimentais in vivo. Inicialmente, 40 cepas clínicas de C. albicans, isoladas da cavidade bucal de pacientes portadores do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), serão submetidas ao teste de Concentração Inibitória Mínima (CIM) para fluconazol, anfotericina, CA, CAPE e ARC. O efeito antifúngico desses compostos será verificado em duas cepas resistentes ao fluconazol através dos ensaios in vitro de formação de biofilme e filamentação. Ainda in vitro, será investigada a ação imunomoduladora dos compostos, utilizando células RAW264.7 ativadas por Candida para quantificação de citocinas por meio de microesferas (beads) marcadas com fluorescência. A seguir, os efeitos profiláticos e terapêuticos do CA, do CAPE e da ARC serão investigados no modelo experimental em Galleria mellonella através da análise da curva de sobrevivência, contagem de hemócitos, caracterização celular dos hemócitos por citometria de fluxo, contagem de C.albicans do corpo gorduroso e expressão de genes relacionados aos peptídeos antimicrobianos (galiomicina, galleriomicina, cepropina D), á fagocitose (C8- Contig 1910) e á regulação de citocinas e da cascata NF-kB (C7 Contig 15362) presentes na resposta imune desse modelo de invertebrado. Diante disso, o composto com melhor efeito antifúngico e imunomodulatório nos testes anteriores, será selecionado com o propósito de expandir e comprovar tais efeitos no modelo experimental de candidose oral induzida em camundongos. Esse composto será aplicado sobre lesões de candidose induzidas no dorso da língua dos animais. O desenvolvimento da candidose oral será monitorado por meio de recuperação de C. albicans da cavidade bucal dos animais, avaliação macroscópica, análise histológica e expressão de gênica de ²-defensinas 1 e 3. Os resultados serão submetidos a uma análise exploratória para a seleção do teste estatístico mais adequado para cada experimento desse estudo (P d 0,05).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE BARROS, PATRICIA PIMENTEL; ROSSONI, RODNEI DENNIS; RIBEIRO, FELIPE DE CAMARGO; SILVA, MICHELLE PENELUPPI; DE SOUZA, CHEYENNE MARCAL; CARDOSO JORGE, ANTONIO OLAVO; JUNQUEIRA, JULIANA CAMPOS. Two sporulated Bacillus enhance immunity in Galleria mellonella protecting against Candida albicans. Microbial Pathogenesis, v. 132, p. 335-342, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.
PEREIRA, THAIS CRISTINE; DE BARROS, PATRICIA PIMENTEL; DE OLIVEIRA FUGISAKI, LUCIANA RUANO; ROSSONI, RODNEI DENNIS; RIBEIRO, FELIPE DE CAMARGO; DE MENEZES, RAQUEL TELES; JUNQUEIRA, JULIANA CAMPOS; SCORZONI, LILIANA. Recent Advances in the Use of Galleria mellonella Model to Study Immune Responses against Human Pathogens. JOURNAL OF FUNGI, v. 4, n. 4 DEC 2018. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.