Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da poliploidia na associação micorrízica na orquídea Zygopetalum mackayi Hook

Processo: 18/02196-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica
Pesquisador responsável:Samantha Koehler
Beneficiário:Gabriel Mendes Cirilo
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Orchidaceae   Micorriza   Poliploidia   Distribuição geográfica

Resumo

A poliploidia pode afetar interações biológicas e, consequentemente, causar isolamento reprodutivo entre citótipos. Uma importante interação que ocorre em todas as espécies de orquídeas é a micorriza. A distribuição espacial da comunidade de fungos micorrízicos pode afetar a distribuição geográfica de populações de orquídeas e a segregação espacial de indivíduos em populações. Entretanto, pouco se sabe sobre o efeito da poliploidia na associação micorrízica em orquídeas. Um único estudo prévio, baseado em orquídeas europeias, mostrou que há diferença em comunidades de fungos micorrízicos associadas a diferentes citótipos simpátridos. Tal fato sugere que essa variação na associação micorrízica pode levar à especiação simpátrida através da segregação espacial de citótipos distintos. Esse projeto tem por objetivo testar esta hipótese considerando citótipos diferentes da orquídea Z. mackayi. O estudo será realizado a partir de uma população de citótipos mistos em Santo Antonio do Itambé (MG) coletados ao longo do gradiente altitudinal. Amostras de folhas e raízes serão sequenciadas para identificação de citótipos e de fungos micorrízicos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.