Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de Pb-210 e Po-210 em águas minerais dos parques das Águas de Lambari e Águas de Contendas - MG

Processo: 18/05358-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Sandra Regina Damatto
Beneficiário:Amanda Shigasi
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Estâncias hidrominerais   Parques   Água mineral   Radionuclídeo   Radioquímica   Espectrômetros   Partículas alfa

Resumo

A exploração de diversas estâncias hidrominerais brasileiras que possuem fontes de água mineral radioativas, consumidas pela população que acredita nos benefícios desta prática em tratamentos de saúde conduzidos por balneários, apesar da inexistência de comprovações científicas de tal fato, fundamentam a relevância do presente trabalho que está sendo desenvolvido na Gerência de Radiometria Ambiental com o auxílio dos responsáveis pelos balneários de Lambari e Contendas. Assim, este estudo visa determinar as concentrações de atividade de Pb-210 e Po-210 nas águas das fontes dos parques das águas de Lambari e Contendas, localizados nas cidades de Lambari e Conceição do Rio Verde, MG, ao longo de no mínimo 12 meses com o intuito de verificar a influência da sazonalidade na concentração destes radionuclídeos. Para isso, serão utilizadas as técnicas analíticas de medida beta total após separação radioquímica para o radionuclídeo Pb-210 com determinação em detector proporcional de fluxo gasoso e baixa radiação de fundo e espectrometria alfa após separação radioquímica para o radionuclídeo 210Po com determinação em espectrômetro alfa. Com os resultados obtidos de concentração dos radionuclídeos Pb-210 e Po-210 será possível calcular a dose efetiva comprometida que a população recebe devido a ingestão das águas minerais dos parques. (AU)