Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de modelo semi-analítico em estimar a profundidade do Disco de Secchi no reservatório de Ibitinga por meio de imagens OLI/Landsat-8

Processo: 18/00293-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Enner Herenio de Alcântara
Beneficiário:Thais Miike Contador
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Sensoriamento remoto

Resumo

O entendimento das propriedades ópticas e da qualidade da água em reservatórios alinhados no sistema de cascata é de extrema importância para o gerenciamento das fontes hídricas, uma vez que elas estão intrinsecamente relacionadas com as forçantes ambientais, uso e cobertura da terra e composição biogeoquímica dos constituintes presentes na coluna d'água. Em geral, no sistema de cascata, os reservatórios situados a montante são mais eutrofizados que aqueles mais a jusante como resultado das modificações lateral, vertical e longitudinal que ocorrem dentro da bacia de drenagem. A claridade ou transparência da água é um indicador importante da qualidade da água e pode ser medida através da profundidade de disco de Secchi (Z_SD). O mapeamento utilizando coletas in situ são onerosos e de baixa representatividade espacial e temporal, portanto é importante que um sistema mais robusto seja implementado. As técnicas baseadas no monitoramento da água via sensoriamento remoto objetivam estimar concentração de clorofila-a (chl-a), sólidos suspensos, assim como a Z_SD e nutrientes. A chl-a é tida como proxy para estimar a produção de biomassa em um corpo d'água e juntamente com o fósforo total e Z_SD podem auxiliar na determinação do estado trófico da água. Várias iniciativas foram realizadas com o intuito de mapear Z_SD utilizando abordagens empíricas, no entanto, sabe-se que esse tipo de modelo é dependente das condições biogeoquímicas do local, assim como período do ano cujas amostras de calibração foram coletadas. Dessa forma, a abordagem semi-analítica surge para sanar essa limitação e proporcionar o monitoramento sistemático da qualidade da água nos reservatórios em cascata do rio Tietê. O modelo reformulado de Lee et al. (2015) voltado para determinação da Z_SD foi escolhido pois seu desenvolvimento contou com uma quantidade significativa de dados coletados em diversos tipos de água incluindo lagos. O modelo será aplicado em uma série temporal de imagens OLI/Landsat-8. Como resultado espera-se mapear a qualidade da água com base na transparência da água de modo que seja possível elencar os fatores potenciais de eutrofização do rio Tietê durante o período estudado.