Busca avançada
Ano de início
Entree

Fertilização com B, Cu e Zn associada ao manejo de resíduos florestais em plantações de eucaliptos

Processo: 18/07294-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Silvicultura
Pesquisador responsável:José Leonardo de Moraes Gonçalves
Beneficiário:Liamara Santos Masullo
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Solo florestal   Resíduos florestais   Fertilização   Eucalipto   Cobre   Zinco   Boro   Sustentabilidade

Resumo

A redução de rentabilidade na indústria florestal brasileira tem se tornado um desafio à manutenção da competitividade do setor no mercado internacional. Entre 2003 e 2013, o custo de produção da madeira destinada à celulose apresentou um aumento de 93%, estimulando o aprimoramento tecnológico do uso de insumos, água e energia. Neste contexto, o uso de resíduos florestais como fonte alternativa de energia tem se destacado, colocando em risco a sustentabilidade de solos florestais. No ano de 2016, foram produzidos pela atividade florestal cerca de 30 milhões de toneladas de resíduos, caracterizados por folhas, galhos, cascas e serapilheira. Desde a década de 1980, a manutenção destes resíduos no campo é defendida por favorecer a qualidade química, biológica e física dos solos, além de reduzir a exportação de nutrientes com a colheita. A nutrição com micronutrientes em plantações de eucalipto é pouco compreendida e a aplicação de fertilizantes é feita de forma empírica e preventiva, gerando desperdícios de mão-de-obra e insumos. Com este estudo, busca-se avaliar o efeito da remoção e da manutenção de resíduos florestais associada à omissão e à aplicação de B, Cu e Zn sobre a dinâmica destes nutrientes no sistema solo-planta em uma plantação de eucalipto. Este estudo contará com dois ensaios, que serão conduzidos em campo, na Estação Experimental de Ciências Florestais de Itatinga (ESALQ/USP), e em casa de vegetação, no Centro de Energia Nuclear na Agricultura da Universidade de São Paulo (CENA/USP). Essas informações ajudarão a compreender as principais funções do B, do Cu e do Zn em plantações de eucalipto, tanto no aspecto quantitativo quanto qualitativo, bem como auxiliarão no esclarecimento sobre a efetividade da fertilização com micronutrientes e a importância da manutenção de resíduos florestais sobre o solo. (AU)