Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade genética, fluxo gênico e estrutura espacial de genótipos de gonçalo-alves (Astronium fraxinifolium) em área degradada

Processo: 18/00898-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Celso Luis Marino
Beneficiário:Ricardo de Oliveira Manoel
Instituição-sede: Instituto de Biotecnologia (IBTEC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Conservação genética   Genética populacional   Repetições de microssatélites   Fragmentação

Resumo

Em vista das altas taxas de destruição e perda de habitats florestais, populações têm sido reduzidas, promovendo que algumas espécies sejam mais susceptíveis a estocasticidade demográfica e genética. Estudos de genética de populações de espécies arbóreas são fundamentais para o entendimento dos efeitos da destruição dos habitats, proporcionando o delineamento de estratégias para a conservação in situ e ex situ, e coleta de sementes para recuperação de áreas degradadas. Entretanto, a falta de conhecimentos sobre técnicas moleculares e manejo para muitas das espécies nativas, faz com que se tornem prioritárias e urgentes pesquisas que ampliem novas perspectivas conservacionistas, principalmente, pelo fato de serem pouco conhecidos estudos sobre consequências genéticas do efeito da fragmentação e o isolamento de fragmentos florestais em reservatórios de grandes hidrelétricas. Neste sentido, os objetivos deste projeto são fornecer marcadores microssatélites que serão desenvolvidos especificamente para a espécie Astronium fraxinifolium, a fim de que possam ser utilizados nos estudos da diversidade genética, o sistema de reprodução, distância e os padrões de dispersão de sementes, a distribuição dos genótipos entre os remanescentes e o tamanho efetivo de indivíduos de Gonçalo-alves que emergiram em uma área degradada. Esta área se constitui em um ecossistema totalmente degradado que tiveram eliminado juntamente com o perfil de solo retirado para a fundação da Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira - SP, sua vegetação e meios de regeneração. Uma amostragem será realizada na área degradada, deste modo, indivíduos de A fraxinifolium encontrados e as 60 árvores matrizes que compõe os testes de progênies e procedência de A. fraxinifolium Schott terão o material nuclear extraído. Todas as árvores matrizes que tiveram sementes coletadas para utilização na formação dos testes de progênies foram georreferenciadas. Baseado nas estimativas da distância e padrões de dispersão de sementes, da diversidade genética, sistema de reprodução e da estrutura genética espacial informações valiosas serão fornecidas para a conservação e a manutenção da diversidade genética. A estrutura genética espacial também será estudada a fim de se investigar o parentesco entre os remanescentes florestais e os indivíduos que emergiram na área de degradada (área de empréstimo). Os resultados obtidos permitirão compreender o cenário evolutivo da espécie e será base para o delineamento de estratégias para a conservação e coleta de sementes para a recuperação ambiental desta e de outras espécies ecologicamente relacionadas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.