Busca avançada
Ano de início
Entree

Descrição da atividade ovariana durante o puerpério em fêmeas do gênero Mazama (Mammalia; Cervidae)

Processo: 18/00198-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:José Maurício Barbanti Duarte
Beneficiário:Mariana de Britto Abrahão
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia reprodutiva

Resumo

A família Cervidae atualmente possui 56 espécies distribuídas por quase todos os continentes. Entre os cervídeos da região neotropical, as espécies do gênero Mazama, em especial M. bororo, M. nana e M. nemorivaga são as menos conhecidas. As duas primeiras estão classificadas como vulneráveis e a terceira não possui dados suficientes para sua categorização. O uso de biotécnicas reprodutivas em espécies ameaçadas de extinção auxilia na sua conservação e, para o seu desenvolvimento, o conhecimento básico da biologia reprodutiva dos animais é fundamental. Nesse contexto, este trabalho tem como objetivo caracterizar a atividade ovariana durante o puerpério, determinando a presença ou ausência de anestro lactacional nessas três espécies de cervídeos. Para tanto, será utilizada a técnica não invasiva de dosagem de progestágenos fecais para inferência da atividade ovariana no período de estudo. Como há um número limitado de animais em cativeiro dessas espécies, será utilizada uma fêmea de cada espécie, totalizando três animais. As coletas das fezes serão feitas uma vez ao dia no mesmo horário, por até 150 dias após o parto da fêmea. As amostras serão armazenadas em freezer a -20ºC até que sejam processadas. As fezes terão os hormônios extraídos em metanol e as dosagens serão realizadas pelo método de Ensaio Imunoenzimático (EIA).