Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de mudanças climáticas na Antártica a partir da segunda metade do século 20

Processo: 18/05741-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Pesquisador responsável:Ilana Elazari Klein Coaracy Wainer
Beneficiário:Natália Silva
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mudança climática   Homeostase   Antártica   Século XX

Resumo

Os lugares mais frios do mundo nos quais grande parte da água se encontra na forma sólida, são chamados de criosfera. Tais locais funcionam como um termorregulador natural do planeta e são determinantes para sua homeostase. Contudo, o planeta e, consequentemente a criosfera, estão sujeitos a variações ecológicas naturais e antropogênicas, sendo esta última a responsável pela aceleração dessas variações principalmente a partir da Revolução Industrial. Atualmente já é possível citar diversos registros de como essas mudanças têm afetado a criosfera, dentre os quais o recente colapso de parte da Plataforma de gelo Larsen C na Antártica, que formou um iceberg de trilhões de toneladas e 5,8 mil quilômetros quadrados. Neste trabalho, busca-se compreender como têm variado alguns parâmetros climáticos na Antártica, de forma a atualizar e estender até o ano de 2017 o trabalho prévio coordenado por John Turner, de nome "Mudanças Climáticas na Antártica nos últimos 50 anos", publicado no ano de 2005. Para isso, pretende-se analisar tendências anuais e sazonais de temperatura, velocidade dos ventos e pressão no nível do mar em algumas estações do continente, além de parâmetros oceanográficos no Oceano Austral.