Busca avançada
Ano de início
Entree

Characinae (Actinopterygii: Characiformes: Characidae): identificação molecular e estudo das relações filogenéticas entre espécies

Processo: 17/06551-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 01 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Claudio de Oliveira
Beneficiário:Camila da Silva de Souza
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/04602-1 - Evolução e ecomorfologia da subfamília Characinae (Actinopterygii: Characiformes: Characidae), BE.EP.DR
Assunto(s):Sistemática   Biodiversidade   Filogenia   Characidae   Código de barras de DNA taxonômico   Complexo IV da cadeia de transporte de elétrons

Resumo

Characinae é uma das subfamílias mais especiosas de Characidae, amplamente distribuída pela América do Sul e Central. A subfamília é representada por espécies de pequeno a médio porte que adotam diferentes estratégias alimentares, tais como carnivoria, onivoria e lepidofagia. As relações filogenéticas dentro de Characinae e desta com outras subfamílias de Characidae têm sido objeto de alguns estudos morfológicos, porém, não há, até o momento, hipóteses de relacionamento incluindo uma significativa representatividade de espécies de Characinae usando caracteres morfológicos ou moleculares. Além disso, os estudos publicados ainda apresentam incongruências nas relações intergenéricas e interespecíficas. O presente projeto esta inserido em um amplo estudo filogenético e evolutivo na ordem Characiformes e tem como objetivos testar as hipóteses de relações filogenéticas entre espécies e entre gêneros de Characinae, desta com as demais subfamílias de Characidae e criar um banco de dados genético para identificação molecular de todas as espécies da subfamília. Para os estudos filogenéticos usaremos cerca de 2000 loci de elementos ultraconservados (UCEs), marcadores nucleares ortólogos e altamente eficientes para a elaboração de filogenias moleculares, através de técnicas de sequenciamento de nova geração. Para a identificação molecular construiremos um banco de dados genéticos de DNA barcode com sequências do gene mitocondrial Citocromo Oxidase c subunidade I (COI). Os resultados deverão contribuir para ampliação do conhecimento sobre diversidade, filogenia e os processos evolutivos envolvidos na diversificação das espécies de Characinae, um dos maiores subclados de Characidae. (AU)