Busca avançada
Ano de início
Entree

As influências do emissor em campanhas para doações de órgãos

Processo: 17/19822-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Pesquisador responsável:Tania Modesto Veludo de Oliveira
Beneficiário:Severino Domingos da Silva Júnior
Instituição-sede: Escola de Administração de Empresas (EAESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Comunicação   Marketing   Pesquisa de consumidor   Doação de órgão

Resumo

Um dos pontos cruciais para diminuir a lista de espera por doadores de órgãos é promover campanhas para comunicar a necessidade de conversar sobre doação de órgãos nas famílias. Nesta pesquisa, adotamos a Pesquisa Transformativa do Consumidor (TCR) para analisar a importância do papel desempenhado por diferentes emissores em campanhas de doação de órgãos. Propomos e testamos um modelo teórico para avaliar se as atitudes do potencial doador em relação à doação de órgãos (convicção moral e humana, medo de negligência médica, e medo de mutilação do corpo) e sua religiosidade influenciam as intenções de doar órgãos e de conversar com a família sobre doar órgãos ou não. Avaliamos também o quanto essa intenção se converte, de fato, no comportamento futuro, ou seja, se quem intenciona conversar com a família sobre sua decisão, de fato, o faz. Finalmente, avaliamos o papel moderador do emissor no modelo, considerando quatro emissores distintos: um padre, um médico, um transplantado e um emissor sem identificação. Em relação à metodologia, a pesquisa será realizada por meio de entrevistas longas e de uma survey, em que os participantes serão expostos à mesma mensagem sobre doação de órgãos, porém emitida por emissores distintos. A coleta de dados sobre o comportamento futuro dos potenciais doadores será realizada dois meses após a coleta de dados sobre atitudes, religiosidade e intenções. Esta pesquisa tem implicações teóricas relevantes para TCR e práticas para políticas públicas. (AU)