Busca avançada
Ano de início
Entree

Paz e violência na vida de São Geraldo de Aurillac (c.930)

Processo: 18/11006-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 06 de setembro de 2018
Vigência (Término): 05 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Néri de Barros Almeida
Beneficiário:Vitor Boldrini
Supervisor no Exterior: Laurent Jegou
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne, França  
Vinculado à bolsa:17/22997-8 - Paz e violência na vida de São Geraldo de Aurillac (c.930), BP.IC
Assunto(s):Paz   Violência   Idade Média   Hagiografia

Resumo

Durante quase todo o século XIX e nas primeiras décadas do XX, os historiadores frequentemente afirmavam que a violência descomedida era um dos elementos das sociedades na Alta Idade Média. O século X, em particular, foi muitas vezes descrito como "século deferro", em contraste com a organização política e a regulamentação de conflitos presentes noImpério Carolíngio.A partir do final da década de 1970 são estabelecidas outras interpretações. A releitura de documentos e a descoberta de novos, amparados principalmente pelos avanços da arqueologia, foram fatores fundamentais nessa mudança. Os historiadores passam a adotarnovas explicações que permitem questionar a historiografia desenvolvida até então.Atentos às novas descobertas e hipóteses, nosso principal objetivo na presentepesquisa é compreender como se articulam as relações entre paz e violência na hagiografiaVida de São Geraldo de Aurillac (c.930), tendo como finalidade a caracterização dos conflitose das disputas nela presentes. Buscaremos compreender, sobretudo, quais as formas em queeram feitas as reconciliações e as novas alianças, estabelecidas num quadro muito maiscomplexo do que o mero registro da violência generalizada.A proposta prevê a realização de um período de estudos na Université Paris I -Panthéon-Sorbonne, sob supervisão do Professor Laurent Jégou, diretor adjunto doLaboratoire de Médiévistique Occidentale de Paris (LaMOP). A execução do estágio éimprescindível na continuidade da presente pesquisa ao possibilitar o acesso a novas coleções documentais e bibliográficas.