Busca avançada
Ano de início
Entree

Viver com cegueira : a construção do ser-no-mundo e as relações de pertencimento ao lugar em presidente Prudente- SP

Processo: 18/05967-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Raul Borges Guimarães
Beneficiário:Leandro Buzzo Mourão Guimarães
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/23988-5 - Os conceitos de lugar, bem-estar e vida cotidiana a partir de sujeitos com cegueira: reflexões geográficas do Brasil e Nova Zelândia, BE.EP.MS
Assunto(s):Lugar   Geografia da saúde   Cegueira

Resumo

A cegueira se caracteriza por um campo visual até dez graus, a qual abrange apenaspercepção de luz, ou sua total ausência. Ela pode ser classificada em congênita, desde onascimento ou adquirida resultante de algum acometimento durante a vida. Neste sentido,a perda da visão afeta diretamente a relação dos indivíduos com os lugares que habitam,sobretudo, porque a visão não é um simples registro de estímulo de luz, mas um processoseletivo e criativo em relação ao ambiente. Trata-se de um dos principais sentidos que nosfornecem significados e, a perda deste incide diretamente no processo de como se conhecee se constrói a realidade. Isto faz com que as pessoas com cegueiras encontrem outrasmaneiras, seja através do tato, paladar, olfato ou adição de conceber o espaço geográfico.Isto nos remete a estudos essencialmente geográficos, uma vez que, nos permitem oaprofundamento da compreensão da vida, e sua construção dos sujeitos enquanto ser-nomundoe sua consequente relação com os lugares. Portanto, para realização desta pesquisanos aprofundaremos em estudos de geografia humana com ênfase em geografia da saúde,através da abordagem qualitativa com entrevista de roteiro semiestruturado e observaçãoparticipante em Presidente Prudente-SP. (AU)