Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação da participação do receptores er± e ER² na ação da triiodotironina (T3) na modulação da expressão gênica de PR em células de adenocarcinoma de mama MCF-7

Processo: 17/10059-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Celia Regina Nogueira
Beneficiário:Larissa Silva Dall Aqua
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/05629-4 - Ações genômicas vs não genômicas dos hormônios tiroidianos: mudanças de paradigmas, implicações fisiológicas e perspectivas terapêuticas, AP.TEM
Assunto(s):Endocrinologia   Neoplasias mamárias   Hormônios tireóideos   Expressão gênica   Tri-iodotironina   Adenocarcinoma   Receptores de progesterona   RNA mensageiro

Resumo

O câncer de mama (CM) é o que apresenta maior incidência entre as mulheres e a maior mortalidade. Entre as variantes do CM existem os hormônios dependentes, nas quais a atuação do estrógeno (E2) sobre o receptor de estrógeno (ER) está bem estabelecida em relação à progressão do CM. Apesar de controverso, estudos clínicos mostram que há um pior prognóstico do CM quando associado a patologia tiroidiana, principalmente o hipertireoidismo. Estudos experimentais demonstram com maior clareza a associação de hipertireoidismo e o CM. Isso provavelmente ocorre, pois, a triiodotironina (T3) em altas doses é capaz de se ligar ao receptor de estrógenos e produzir efeitos semelhantes ao E2. Como exemplo tem-se a indução da expressão de genes normalmente modulados por E2, como o gene do receptor de progesterona (PR). Como está bem estabelecida a indução de PR por E2, e há indução de expressão gênica similar por estímulo de T3 e E2, é importante avaliar a modulação de PR por T3. O objetivo desse trabalho é verificar a ação do T3 na expressão gênica do receptor de progesterona (PR) em células de adenocarcinoma de mama MCF-7 com silenciamento de ER. Será realizada incubação das células e essas serão submetidas ao silenciamento dos ER e posterior tratamento na dose suprafisiológica de T3 (10-8M) pelo período de uma hora. Após o período de tratamento será realizada a análise de expressão gênica de mRNA de PR por RT- PCR. A hipótese é que ao promover silenciamento de ER± e ER² em células MCF-7 ocorra diminuição da expressão gênica de PR induzida por T3.