Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação e aperfeiçoamento do modelo de gestão compartilhada: desafio educacional para o Sistema Único de Saúde

Processo: 18/10162-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 17 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:Andrea Bernardes
Beneficiário:Ruana Franco Sorrini de Oliveira
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/15007-9 - Avaliação e aperfeiçoamento do modelo de gestão compartilhado: desafio educacional para o Sistema Único de Saúde, AP.PP.SUS
Assunto(s):Organização e administração   Serviços de saúde   Qualidade de serviço   Gestão em saúde   Pessoal de saúde

Resumo

A implantação de práticas participativas e democráticas, que implicam na construção de consensos, está sendo estimulada quando se pensa a micropolítica institucional. Vários serviços de saúde brasileiros têm experimentado esta nova modalidade gerencial e obtido sucesso em relação à qualificação da assistência prestada. O estudo tem por objetivo geral analisar os modelos de gestão adotados pelas Secretarias de Saúde dos municípios que compõem o Departamento Regional de Saúde XIII (DRS XIII), considerando a sua mensuração a partir da tomada de decisão, comunicação e poder. Adotou-se como referencial teórico a abordagem de Bolman e Deal (2008) que elaboraram quatro classificações ou quadros - estrutura, recursos humanos, política e símbolos - sendo que cada um é igualmente importante para a instituição. Trata-se de pesquisa com abordagem quantitativa a ser realizada em duas fases. Na primeira fase, será desenvolvido um estudo descritivo com a finalidade de realizar uma avaliação diagnóstica da estrutura organizacional adotada nos diferentes municípios, bem como identificar as necessidades de aprendizagens dos gestores e trabalhadores acerca dos pressupostos do modelo compartilhado de gestão. Já na segunda fase será desenvolvido um estudo quase-experimental, tipo grupo único, pré e pós-teste, com a finalidade de capacitar gestores e trabalhadores que integram o DRS XIII acerca do modelo compartilhado de gestão. Os resultados desta pesquisa, relacionados com a implantação de modelos de gestão inovadores, devem proporcionar mudanças na prática profissional da equipe interdisciplinar. A adoção da gestão participativa deve levar ao aumento da qualidade nos serviços de saúde, beneficiando profissionais, pacientes, família e comunidade. (AU)