Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas fisiológicas térmicas em animais: desafios para obtenção dessas medidas a campo

Processo: 18/12218-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 30 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Ecologia dos Animais Domésticos e Etologia
Pesquisador responsável:Alex Sandro Campos Maia
Beneficiário:Vinícius de França Carvalho Fonsêca
Supervisor no Exterior: Andrea-Jane Kamerman
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of the Witwatersrand (Wits), África do Sul  
Vinculado à bolsa:16/12278-1 - Avaliação de diferentes métodos para determinação da perda de calor por evaporação cutânea em animais, BP.PD
Assunto(s):Biometeorologia   Temperatura corporal   Pecuária   Animais selvagens   Fisiologia animal   Sensoriamento remoto

Resumo

O grupo de pesquisa "Brain Function Research" da Faculdade de Fisiologia da Universidade de Witwatersrand, África do Sul, desenvolveu vários métodos para avaliar respostas fisiológicas e comportamentais de espécies selvagens mantidas em vida livre. Sem dúvida, os desafios encontrados para avaliação de respostas fisiológicas em espécies silvestres de vida livre são muito maiores quando comparados com as condições de ambiente menos complexos, como pastagens ou áreas de confinamento. No contexto de vida selvagem, os animais são menos previsíveis, as avaliações são realizadas em extensões territoriais muito maiores e a contenção dos animais aparece como desafio substancial. Assim, aprender a registrar respostas fisiológicas e comportamentais de animais nesse contexto de ambiente utilizando técnicas de sensoriamento remoto, desenvolvidas pela professora Andrea Fuller e seu grupo de pesquisa, trará ganhos efetivos para o beneficiário e sua equipe de pesquisa no Brasil (Grupo de Inovação em Biometeorologia Animal, Ambiência, Comportamento e Bem-Estar Animal). Portanto, o principal objetivo deste projeto é medir as respostas fisiológicas e comportamentais dos animais em condições de campo usando métodos de monitoramento remoto, passando um período no exterior com a professora Andrea Fuller e sua equipe de pesquisa na Universidade de Witwatersrand, África do Sul. Os objetivos específicos incluirão a utilização de técnicas de biotelemetria para registrar reações comportamentais e fisiológicas de animais de vida livre; técnicas para utilizar sensores de temperatura ingeríveis e fixar na pele, pelame, tecido subcutâneo, bem como procedimentos cirúrgicos para implante dos sensores; encontrar uma maneira de registrar com precisão a temperatura da pele para usar como estimativa indireta da evaporação via superfície cutânea de animais manejados a campo. O beneficiário passará um ano (01 de novembro de 2018 a 01 de novembro de 2019) na Universidade de Witwatersrand, com o período sendo usado para realizar atividades teóricas e experimentais no campo durante este período.