Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do conteúdo de água na atividade colagenolítica/gelatinolítica da matriz dentinária

Processo: 17/19665-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Josimeri Hebling Costa
Beneficiário:Mariana Lara
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Odontopediatria   Dentina   Proteínas   Proteólise   Água   Colágeno

Resumo

A água exerce um papel antagônico no processo de adesão à dentina. Enquanto ela é importante nas fases iniciais para manter os espaços interfibrilares abertos para a subsequente infiltração do sistema adesivo, a presença de água prejudica a dispersão de monômeros hidrofóbicos, favorece a separação de fases e interfere negativamente no grau de conversão monomérica. Adicionalmente, a presença de água é fundamental para que proteases dentinárias, metaloproteinases da matriz (MMPs) e cisteínas catepsinas (CATs), exerçam a sua função de degradação do colágeno. Entretanto, não se conhece até o momento, se a modulação da quantidade de água presente na matriz de dentina, no momento do estabelecimento da união resina-dentina, interfere na ação dessas proteases. Portanto, o objetivo do presente experimento será avaliar o efeito da quantidade de água presente na matriz dentinária sobre a atividade proteolítica desse tecido. Dentes humanos serão selecionados, as raízes removidas e as coroas maceradas para a obtenção de um pó. Então, os pós de dentina e esmalte serão separados por diferença de densidade. O pó de dentina será coletado e desmineralizado em ácido fosfórico 10%. Tubos (n=90) contendo 1,0 mg do pó desmineralizado serão divididos em 9 grupos (n=10) em função da solução de armazenamento que terá: 0, 1, 5, 10, 20, 50, 70 ou 100% de água (controle positivo), sendo o restante de etanol. Óleo mineral será utilizado como controle negativo. Os tubos serão armazenados em banho-maria à 37oC por 7 dias. Ao término desse período, serão realizadas análises para a determinação de proteína total (método de Lowry), de concentração de colágeno, de liberação de hidroxiprolina (HYP) e de fragmentos ICTP, presentes na solução de armazenamento (métodos colorimétricos). Todas as análises serão realizadas em duplicata. O fator de variação do estudo será a "solução de armazenamento da dentina" (em 9 níveis) e as variáveis respostas, todas quantitativas, serão "proteína total", "concentração de colágeno", "liberação de HYP", "liberação de ICTP". Serão realizadas 10 repetições por grupo (n=10) para cada variável resposta. O conjunto de dados de cada uma dessas variáveis será analisado quanto a distribuição normal e homocedasticidade, e a partir dos resultados desses testes preliminares, serão selecionadas as análises estatísticas apropriadas. O nível de significância será determinado em 5%. (AU)