Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e caracterização de materiais semicondutores nanoestruturados luminescentes de composição SrAl2O4:Pr,Zn

Processo: 18/07753-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Alexandre Mesquita
Beneficiário:Helena Braunger
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Semicondutores   Praseodímio

Resumo

Os materiais nanoestruturados vêm sendo extensivamente estudados, não somente pelas novas propriedades e suas possíveis aplicações tecnológicas, mas também pela busca de uma melhor compreensão dos aspectos físicos e químicos que causam tais mudanças. Em relação a materiais semicondutores, estudos da estrutura em escala nanométrica tem recebido considerável interesse em razão do efeito de tamanho quântico que exibem. Semicondutores nanocristalinos apresentam propriedades eletrônicas intermediárias entre aqueles de estrutura molecular e sólidos macrocristalinos e são objeto de intensa pesquisa, apresentando uma grande diversidade de aplicações quando na forma nanoestruturada. Dentre esses materiais, o aluminato de estrôncio (SrAl2O4) puro ou dopado tem recebido atenção em razão de notáveis propriedades fundamentais, versatilidade e potencial para diversas aplicações tecnológicas. Entretanto, não existe consenso na literatura a respeito da natureza da emissão de fotoluminescência nesses materiais semicondutores nanocristalinos. Nesse contexto, esse projeto tem como objetivo realizar a síntese e a caracterização de SrAl2O4 puro ou dopado com átomos de Pr e Zn e a correlação com propriedades fotoluminescentes. Neste trabalho, utilizar-se-á métodos químicos de preparação, como o método dos precursores poliméricos. A caracterização morfológica será feita através de técnicas como microscopia eletrônica de varredura de alta resolução (FEG-MEV). As propriedades estruturais das nanopartículas, bem como suas propriedades físicas e químicas, serão determinadas através de técnicas convencionais como difração de raios X, espectroscopia Raman e fotoluminescência.