Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da obesidade e lipodistrofia severa na oxidação e peroxidação de lipídeos: envolvimento destas moléculas na inflamação e resistência à insulina

Processo: 18/11156-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:William Tadeu Lara Festuccia
Beneficiário:Adriano de Britto Chaves Filho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/19530-5 - Caracterização do envolvimento do sensor de nutrientes mTOR no desenvolvimento de doenças metabólicas crônicas associadas à obesidade, AP.TEM
Assunto(s):Metabolismo   Lipidômica   Fígado gorduroso   Lipodistrofia   Peroxidação de lipídeos   Obesidade

Resumo

Diversas evidências experimentais indicam que, tanto na obesidade quanto na lipodistrofia, a incapacidade do tecido adiposo de tamponar adequadamente lipídios e o consequente redirecionamento destas moléculas para a deposição no músculo esquelético, fígado e pâncreas (Snel, Jonker et al. 2012), que não possuem a maquinaria enzimática adequada para este fim, são fatores importantes no desenvolvimento da inflamação, resistência à insulina e esteatose hepática associadas a estas condições. A natureza e identidade, entretanto, dos lipídios que exercem efeitos deletérios na homeostase metabólica e tecidual ainda não estão claras. Assim, no presente projeto, nós testaremos a hipótese que lipídios modificados espontaneamente (oxidados) ou enzimaticamente no TA são importante mediadores destas respostas. Para isto, nós caracterizaremos o lipidoma e especialmente o perfil de lipídios oxidados (oxilipidoma), e identificaremos proteínas modificadas por aldeídos lipídicos no tecido adiposo, fígado e soro de camundongos obesos e lipodistróficos e avaliaremos a contribuição destes eventos para a progressão das complicações fisiológicas comuns (inflamação, resistência à insulina e esteatose hepática) a estas condições.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OLIVEIRA, TIAGO E.; CASTRO, ERIQUE; BELCHIOR, THIAGO; ANDRADE, MAYNARA L.; CHAVES-FILHO, ADRIANO B.; PEIXOTO, ALBERT S.; MORENO, MAYARA F.; ORTIZ-SILVA, MILENE; MOREIRA, RAFAEL J.; INAGUE, ALEX; YOSHINAGA, MARCOS Y.; MIYAMOTO, SAYURI; MOUSTAID-MOUSSA, NAIMA; FESTUCCIA, WILLIAM T. Fish Oil Protects Wild Type and Uncoupling Protein 1-Deficient Mice from Obesity and Glucose Intolerance by Increasing Energy Expenditure. MOLECULAR NUTRITION & FOOD RESEARCH, v. 63, n. 7 APR 2019. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.