Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do laser de baixa intensidade nos neurônios: um estudo eletrofisiológico para ajudar a compreender os efeitos analgésicos do infravermelho na neuropatia diabética

Processo: 18/05108-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Carlos Amilcar Parada
Beneficiário:Willians Fernando Vieira
Supervisor no Exterior: Rodney Philip Oconnor
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : École des Mines de Saint-Étienne, Gardanne (MINES Saint-Étienne), França  
Vinculado à bolsa:15/12673-5 - Efeitos da terapia laser de baixa intensidade (LLLT) em modelo de neuropatia diabética experimental, BP.DR
Assunto(s):Neuropatias diabéticas   Eletrofisiologia   Terapia a laser de baixa intensidade

Resumo

Aproximadamente 50% dos pacientes diabéticos desenvolvem neuropatia periférica com complicações irreversíveis no sistema nervoso periférico. A hiperglicemia é a principal causa do estresse oxidativo e promove um ambiente que pode danificar os nervos periféricos e vias de sinalização ligadas à ele. Os nociceptores podem ser afetados seletivamente pela terapia laser de baixa intensidade (LLLT), uma vez que já foi proposto que este efeito sustente a analgesia promovida pela LLLT no tratamento da dor aguda e crônica. Em estudos de cultura de células usando GRD de rato, os comprimentos de onda de 830, 808 e 650 nm levaram às alterações neurofisiológicas reversíveis do potencial de membrana mitocondrial (MMP). No entanto, nenhum estudo mostrou o efeito direto da irradiação por laser infravermelho em neurônios sensibilizados, em uma condição de estresse oxidativo e hiperglicemia, que imita uma situação de neuropatia diabética. Assim, o objetivo geral deste estudo é compreender a influência direta da LLLT na atividade elétrica de neurônios HT22 do hipocampo de camundongo e GRD de rato. Em primeiro lugar, usaremos culturas de células imortalizadas de neurônios do hipocampo de camundongo HT22 e após os primeiros testes, coletaremos os GRD de ratos machos LEW/HsdUnib (Lewis) isogênicos (4 semanas de idade). Os neurônios HT22 e os neurônios de GRD serão expostos à irradiação com laser infravermelho AsGa (904 nm), usando um dispositivo laser Endophoton LLT-1307 (KLD Biosystems® - Brasil), classe IIIB; frequência contínua; energia 2,03 joule; 29 segundos; 70 mW de potência; feixe de saída de 0,001 cm²; irradiância de 7.000 mW/cm². Durante a irradiação com o laser, os neurônios serão submetidos a registros eletrofisiológicos do potencial de membrana. Os neurônios serão transferidos para uma câmara de gravação através da qual fluído cerebrospinal artificial oxigenado (ACSF) será constantemente perfundido (2 mL/min) à temperatura ambiente. Também investigaremos o MMP usando éster metílico de tetrametil rodamina (TMRM - Invitrogen/Molecular Probes). Os neurônios HT22 e DRG, expostos à LLLT, serão corados pela solução Hoechst Stain (Sigma-Aldrich). As células também serão tratadas com FluoVolt em solução fisiológica suplementada com o corante e com o PowerLoad Concentrate. O PowerLoad Concentrate (um componente do FluoVolt Kit) é uma formulação otimizada de polióis tensoativos plurônicos, que ajudam a solubilizar o corante. Estes experimentos ajudarão a compreender os possíveis efeitos da LLLT na atividade elétrica dos neurônios, uma vez que acreditamos em um "efeito hiperpolarizante" promovido pela irradiação com laser infravermelho. Este efeito pode estar relacionado à analgesia promovida pela LLLT na dor neuropática diabética. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VIEIRA, WILLIANS F.; DE MAGALHAES, SILVIANE F.; FARIAS, FELIPE H.; DE THOMAZ, ANDRE A.; PARADA, CARLOS A. Raman spectroscopy of dorsal root ganglia from streptozotocin-induced diabetic neuropathic rats submitted to photobiomodulation therapy. Journal of Biophotonics, JULY 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.