Busca avançada
Ano de início
Entree

Financeirização e land grabbing: a transformação da terra em um ativo financeiro no capitalismo contemporâneo

Processo: 18/04508-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 02 de novembro de 2018
Vigência (Término): 01 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Fabio Betioli Contel
Beneficiário:Bruno Rezende Spadotto
Supervisor no Exterior: Oane Visser
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Erasmus University Rotterdam (EUR), Holanda  
Vinculado à bolsa:16/24186-4 - Land Grabbing e uso do território: capital financeiro e apropriação de terras no sul do Maranhão e Piauí (MATOPIBA), BP.DR
Assunto(s):Agronegócio   Capital financeiro   Financeirização   Geografia econômica   Uso do território

Resumo

Esta solicitação para realização de uma Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior é vinculada ao nosso Projeto de Pesquisa original contemplado pela FAPESP (Processo no. 2016/24186-4) cujo objetivo principal é compreender as diferentes formas de uso do território realizadas pelo capital financeiro, que permitem a esse tipo de capital especulativo controlar terras agriculturáveis. Este fenômeno vem sendo estudado por uma ampla gama de pesquisadores e instituições internacionais que o conceituam o fenômeno utilizando o termo "land grabbing" (BORRAS JR, et al, 2012; FAIRBAIRN, 2014; VISSER, 2015; 2016). Dentre as principais organizações que vêm se destacando no estudo do fenômeno do "land grabing" está a "Land Deal Politics Iniciative" (LDPI) e o "Initiatives in Critical Agrarian Studies" (ICAS) ambos estabelecidos no "Institute of Social Studies (ISS)" da "Erasmus University Rotterdam" de Haia . Nesta instituição, intelectuais como Oane Visser, Saturnino Borras Jr, entre outros, desenvolvem pesquisas de referência sobre o termo "land grabbing". Neste sentido, este projeto tem como objetivo realizar um aprofundamento teórico sobre o land grabbing e a financeirização da economia, compreendendo, assim, como funciona a transformação de terras agrícolas em um ativo financeiro (VISSER, 2016). Sabemos que a expansão do meio técnico-científico-informacional (SANTOS, 2009) ocorrida desde o final da Segunda Guerra Mundial - período também de aprofundamento da mundialização do capital (CHESNAIS, 1996) - garante novos nexos de relações financeiras nas atividades econômicas que antes eram impossíveis. Assim, entre os objetivos específicos deste Projeto que apresentamos, está o aprendizado sobre metodologia de pesquisa que investiga o controle de terras agrícolas pelo capital financeiro. Essa tarefa se dará por meio de pesquisas bibliográficas, disciplinas cursadas no ISS, entrevistas com pesquisadores do Instituto (professores, ou outros estudantes de pós-graduação), participação em seminários de pesquisas e realização de disciplinas de pós-graduação durante um ano letivo (compreendo o segundo semestre de 2018 e primeiro semestre de 2019) sob supervisão do professor Oane Visser.