Busca avançada
Ano de início
Entree

Inclusão do conhecimento indígena e tradicional em diagnósticos socioambientais e na tomada de decisão acima do nível local

Processo: 18/08839-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Cristiana Simão Seixas
Beneficiário:Cristiana Simão Seixas
Anfitrião: Brenda Lynne Parlee
Instituição-sede: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Alberta, Canadá  
Assunto(s):Gestão ambiental   Comunidade indígena   Ecossistemas   Tomada de decisão   Conhecimento

Resumo

A importância do conhecimento de comunidades indígenas e tradicionais, na provisão de informações valiosas para diagnósticos e tomada de decisão, bem como o papel das práticas e instituições destas comunidades para uma gestão sustentável de seus territórios, vem sendo cada vez mais reconhecido pela ciência e nas esferas políticas. Entretanto, os desafios de inclusão deste conhecimento em níveis acima do local/comunitário ainda persistem. Este projeto tem por objetivo, investigar se, e como, o conhecimento indígena e tradicional tem sido utilizado na compreensão de transformações socioecológicas em diferentes níveis e escalas, e os prós, contras e possíveis caminhos para a inclusão deste em macrodiagnósticos e na tomada de decisão em múltiplas escalas espaciais e sociopolíticas. O projeto será conduzido em três frentes: (i) entrevistas com especialistas que participaram dos macrodiagnósticos da Intergovernmental Platform on Biodiversity and Ecosystem Services (IPBES) e da Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES); (ii) análise de dados secundários e entrevistas com pesquisadores de ao menos 6 estudos de casos envolvendo comunidades indígenas e tradicionais na gestão socioambiental acima do nível local (a partir de projetos e redes de pesquisa nos quais estive envolvida); (iii) pesquisa de campo em comunidades indígenas envolvidas no monitoramento e gestão da bacia do Rio Mackenzie, Canadá, no âmbito da Tracking Change Initiative - liderada pela Dr. Parlee da Universidade de Alberta onde o projeto se desenvolverá. A coleta de dados primários se baseia em entrevista semiestruturada com pesquisadores, detentores de conhecimento e gestores públicos, bem como em múltiplos métodos de pesquisa para o trabalho de campo. A análise de dados será feita pela técnica de triangulação de informações tendo como base a Teoria Fundamentada. (AU)