Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre degradação do solo e classes de solo avaliados por imagens Landsat (Vis-Nir-Swir-Tir) durante 27 anos, derivado do clima e modelo digital de elevação, de modo a auxiliar no mapeamento digital de solos

Processo: 18/09656-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:José Alexandre Melo Demattê
Beneficiário:Claudia Maria Nascimento
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/22262-0 - Geotecnologias no mapeamento digital pedológico detalhado e biblioteca espectral de solos do Brasil: desenvolvimento e aplicações, AP.TEM
Assunto(s):Degradação do solo   Qualidade do solo   Sensoriamento remoto   Análise de séries temporais   São Paulo

Resumo

Cada vez mais, estudos sobre processos de degradação do solo estão se tornando imprescindíveis para a preservação dos fatores sociais e ambientais. Foi estimado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (2015), que 30% dos solos globais estão degradados, demonstrando a grande importância de estudos neste aspecto. Com este propósito, este trabalho irá determinar a relação da degradação do solo com os fatores que o afetam, de modo a analisar as características e relevância do meio ambiente neste processo de degradação. Este trabalho será desenvolvido em uma área de aproximadamente 4.815 km2 no estado de São Paulo, e os passos serão os seguintes: a) serão coletadas imagens da área, obtidas por uma série temporal de 27 anos de imagens de satélite (Landsat) e, baseado em uma técnica inovadora, serão determinadas as áreas com solo exposto; b) Foram coletadas 4.679 amostras de solo (0-20 cm) para a construção de modelos de atributos do solo. As propriedades de solo serão quantificadas em argila e capacidade de troca de cátions, baseado em uma assinatura espectral do pixel; c) a técnica também mostra quantas vezes um único pixel estava com solo exposto durante o período; d) também será determinada a temperatura superficial baseado na banda termal; e) e as informações do clima (balanço hídrico); f) utilizando o modelo de elevação, serão criadas as camadas fator LS, densidade de drenagem, índice de umidade topográfica e radiação solar. Todos esses fatores serão balanceados e sobrepostos (SIG) para gerar um SDI (valores de 1 - baixo risco, a 5 - alto risco). Dessa forma, será possível avaliar as áreas da região consideradas degradadas e quais fatores podem influenciar mais nessa perda. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NASCIMENTO, CLAUDIA MARIA; MENDES, WANDERSON DE SOUSA; QUINONEZ SILVERO, NELIDA ELIZABET; POPPIEL, RAILL ROBERTO; SAYAO, VERIDIANA MARIA; DOTTO, ANDRE CARNIELETTO; DOS SANTOS, NATASHA VALADARES; ACCORSI AMORIM, MERILYN TAYNARA; DEMATTE, JOSE A. M. Soil degradation index developed by multitemporal remote sensing images, climate variables, terrain and soil atributes. Journal of Environmental Management, v. 277, JAN 1 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.