Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de uma metodologia não-supervisionada de inpainting digital para tratamento de oclusões em imagens urbanas

Processo: 18/06756-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Wallace Correa de Oliveira Casaca
Beneficiário:Dayara Pereira Basso
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Assunto(s):Visão computacional   Equações diferenciais parciais

Resumo

Técnicas de Visão Computacional (VC) tem contribuído de forma significativa na resolução de um grande número de problemas na área de Sensoriamento Remoto. Embora o uso de todo esse aparato computacional tem se mostrado profícuo para tarefas-chaves como classificação e extração de feições de interesse em imagens aéreas, é importante salientar que, sob certas circunstâncias, a eficiência desses algoritmos tende a diminuir drasticamente, o que pode levar à impraticabilidade da tarefa almejada. Por exemplo, em imagens urbanas, é comum encontrarmos objetos indesejáveis tais como projeções de sombras de edifícios, aparição de nuvens, cenas contendo nomes de ruas, propriedades, etc, cujo conteúdo indevido não faz parte do cenário original da imagem. Tal problema torna inoperante o uso da informação ali degenerada para fins de processamento por parte dos algoritmos clássicos de visão, prejudicando assim a aplicação-fim guiada por essa imagem. Visando explorar o problema de oclusão ora descrito, em particular de imagens contendo textos, sombras de prédios, e outras obstruções similares, esta pesquisa tem como foco atacar o problema de detecção de textos/danificações homogêneas e de inpainting digital para a remoção desses objetos em imagens urbanas. A solução proposta empregará operadores morfológicos para a tarefa de detecção dessas oclusões, e Equações Diferenciais Parciais para a reconstrução das regiões detectadas, levando assim à uma metodologia inteiramente automática para tratar o problema de remoção de objetos em questão.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.