Busca avançada
Ano de início
Entree

Prática de atos infracionais na adolescência: identificação de perfis comportamentais e psicossociais

Processo: 17/19381-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marina Rezende Bazon
Beneficiário:Lais Sette Galinari
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Delinquência juvenil   Comportamento do adolescente   Análise de conglomerados   Infração disciplinar   Adolescentes   Medida sócio-educativa

Resumo

As diretrizes legais vigentes do sistema socioeducativo preconizam que os adolescentes em conflito com a lei sejam atendidos considerando as suas necessidades e dificuldades individuais, tanto para definição da medida socioeducativa mais adequada, quanto para a realização de intervenções que promovam a reinserção social e a prevenção da reincidência em atos infracionais. Essas diretrizes não especificam, todavia, referenciais teórico-metodológicos que possam nortear a avaliação dos adolescentes, com vistas à identificação de suas necessidades/dificuldades e auxiliem no alcance dos objetivos citados. Partindo das evidências sobre o fato de os adolescentes em conflito com a lei constituírem um grupo bastante heterogêneo em termos de padrão de comportamento delituoso, assim como em termos de necessidades e dificuldades psicossociais, considera-se que o referencial taxonômico, aplicado ao fenômeno da delinquência juvenil, pode auxiliar no estabelecimento de uma tipologia composta por perfis diferenciados de jovens, que sistematizem essas diferenças, visando uma melhor compreensão do fenômeno, bem como uma orientação mais clara às intervenções jurídicas e psicossociais. Portanto, com o presente estudo propõe-se uma investigação visando o estabelecimento de perfis comportamentais e psicossociais de adolescentes em conflito com a Lei, do sexo masculino, a partir de dados empíricos coletados no contexto sócio-cultural brasileiro. Os perfis serão gerados com base em dados coletados junto a uma amostra de 200 adolescentes em conflito com a lei, o que corresponde a aproximadamente 10% do total de adolescentes em conflito com a lei, no município, na atualidade. Os instrumentos empregados na coleta de dados são o Questionário de Comportamentos Juvenis, do Inventário de Habilidades Sociais para Adolescentes e do Inventário de Jesness-Revisado-Brasileiro. Esses devem ser aplicados em cada adolescente, individualmente, na forma de uma entrevista estruturada. Os dados colhidos serão tratados por meio de análises estatísticas descritivas e análises de classes latentes (um tipo de análise de conglomerado). Hipotetiza-se que, assim, identificar-se-ão perfis comportamentais-sociais-pessoais atinentes aos adolescentes em conflito com a lei, à exemplo de estudos semelhantes, realizados em outras realidades socio-culturais. Esses, além de contribuir com para a compreensão do fenômeno, em todo a sua complexidade, poderão ajudar nas reflexões sobre as avaliações necessárias para auxiliar a determinação das medidas socioeducativas e a proposição personalizada de intervenções psicossociais. (AU)