Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo ecotoxicológico e avaliação do risco ambiental da cocaína em ecossistemas marinhos

Processo: 16/24033-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Camilo Dias Seabra Pereira
Beneficiário:Mayana Karoline Fontes
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/20187-4 - Efeitos histopatológicos, imunohistoquímicos e endócrinos da cocaína em peixes marinhos, BE.EP.DR
Assunto(s):Biomarcadores   Ecotoxicologia   Perna perna   Cocaína   Ecossistemas marinhos

Resumo

Os esgotos urbanos representam uma importante fonte de poluição em ecossistemas marinhos, devido, principalmente, ao aumento do consumo em regiões metropolitanas costeiras e à ineficiência dos processos de coleta, tratamento e disposição de efluentes domésticos. Entre as principais substâncias que podem ser encontradas nos efluentes estão os metais, hidrocarbonetos, produtos farmacêuticos e de cuidados pessoais e drogas ilícitas, tais como a Cocaína, que é considerada como um sério problema de saúde pública, principalmente na América do Sul. O consumo e tráfico de cocaína na América do Sul têm se tornado mais proeminente, particularmente no Brasil. Os emissários submarinos representam o principal mecanismo de liberação de contaminantes de preocupação emergente (como as drogas ilícitas) no ambiente marinho. Estudos anteriores realizados por nosso grupo identificou a presença de Cocaína em água superficial da Baía de Santos, bem como efeitos biológicos em concentrações ambientalmente relevantes. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo a realização de uma avaliação do risco ambiental de cocaína em ambientes costeiros através de uma metodologia escalonada que contemple a quantificação em matrizes ambientais (água superficial e bioacumulação em organismos marinhos) e o estudo ecotoxicológico empregando como modelo um organismo sentinela (Perna perna). Este projeto representa o primeiro estudo sobre concentrações de Cocaína em um ecossistema subtropical marinho e também a primeira avaliação sobre os possíveis danos produzidos por drogas ilícitas à biota costeira no mundo. Nossa proposta abrange quantificação da cocaína em amostras ambientais, bem como a avaliação da toxicidade aguda e crônica da cocaína em mexilhões Perna perna e análise das vias metabólicas envolvidas na biotransformação e excreção, bem como os efeitos subletais oriundos de perturbações provocadas pela cocaína ou seus metabólitos. Esta proposta tem caráter inovador e os resultados obtidos irão fornecer informações importantes sobre a ocorrência e efeitos da contaminação ambiental por drogas ilícitas, auxiliando na elaboração de ferramentas para a avaliação do risco ambiental e biomonitoramento, bem como gerará subsídios para futuras legislações ambientais.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FONTES, MAYANA KAROLINE; MARANHO, LUCIANE ALVES; PEREIRA, CAMILO DIAS SEABRA. Review on the occurrence and biological effects of illicit drugs in aquatic ecosystems. Environmental Science and Pollution Research, MAY 2020. Citações Web of Science: 0.
FONTES, MAYANA KAROLINE; DE CAMPOS, BRUNO GALVAO; CORTEZ, FERNANDO SANZI; PUSCEDDU, FABIO HERMES; MORENO, BEATRIZ BARBOSA; MARANHO, LUCIANE ALVES; LEBRE, DANIEL TEMPONI; GUIMARAES, LUCIANA LOPES; SEABRA PEREIRA, CAMILO DIAS. Seasonal monitoring of cocaine and benzoylecgonine in a subtropical coastal zone (Santos Bay, Brazil). Marine Pollution Bulletin, v. 149, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.