Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo ecotoxicológico e avaliação do risco ambiental da cocaína em ecossistemas marinhos

Processo: 16/24033-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Camilo Dias Seabra Pereira
Beneficiário:Mayana Karoline Fontes
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/20187-4 - Efeitos histopatológicos, imunohistoquímicos e endócrinos da cocaína em peixes marinhos, BE.EP.DR
Assunto(s):Biomarcadores   Ecotoxicologia   Perna perna   Cocaína   Ecossistemas marinhos

Resumo

Os esgotos urbanos representam uma importante fonte de poluição em ecossistemas marinhos, devido, principalmente, ao aumento do consumo em regiões metropolitanas costeiras e à ineficiência dos processos de coleta, tratamento e disposição de efluentes domésticos. Entre as principais substâncias que podem ser encontradas nos efluentes estão os metais, hidrocarbonetos, produtos farmacêuticos e de cuidados pessoais e drogas ilícitas, tais como a Cocaína, que é considerada como um sério problema de saúde pública, principalmente na América do Sul. O consumo e tráfico de cocaína na América do Sul têm se tornado mais proeminente, particularmente no Brasil. Os emissários submarinos representam o principal mecanismo de liberação de contaminantes de preocupação emergente (como as drogas ilícitas) no ambiente marinho. Estudos anteriores realizados por nosso grupo identificou a presença de Cocaína em água superficial da Baía de Santos, bem como efeitos biológicos em concentrações ambientalmente relevantes. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo a realização de uma avaliação do risco ambiental de cocaína em ambientes costeiros através de uma metodologia escalonada que contemple a quantificação em matrizes ambientais (água superficial e bioacumulação em organismos marinhos) e o estudo ecotoxicológico empregando como modelo um organismo sentinela (Perna perna). Este projeto representa o primeiro estudo sobre concentrações de Cocaína em um ecossistema subtropical marinho e também a primeira avaliação sobre os possíveis danos produzidos por drogas ilícitas à biota costeira no mundo. Nossa proposta abrange quantificação da cocaína em amostras ambientais, bem como a avaliação da toxicidade aguda e crônica da cocaína em mexilhões Perna perna e análise das vias metabólicas envolvidas na biotransformação e excreção, bem como os efeitos subletais oriundos de perturbações provocadas pela cocaína ou seus metabólitos. Esta proposta tem caráter inovador e os resultados obtidos irão fornecer informações importantes sobre a ocorrência e efeitos da contaminação ambiental por drogas ilícitas, auxiliando na elaboração de ferramentas para a avaliação do risco ambiental e biomonitoramento, bem como gerará subsídios para futuras legislações ambientais.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FONTES, MAYANA KAROLINE; MARANHO, LUCIANE ALVES; PEREIRA, CAMILO DIAS SEABRA. Review on the occurrence and biological effects of illicit drugs in aquatic ecosystems. Environmental Science and Pollution Research, v. 27, n. 25, SI MAY 2020. Citações Web of Science: 1.
FONTES, MAYANA KAROLINE; DE CAMPOS, BRUNO GALVAO; CORTEZ, FERNANDO SANZI; PUSCEDDU, FABIO HERMES; MORENO, BEATRIZ BARBOSA; MARANHO, LUCIANE ALVES; LEBRE, DANIEL TEMPONI; GUIMARAES, LUCIANA LOPES; SEABRA PEREIRA, CAMILO DIAS. Seasonal monitoring of cocaine and benzoylecgonine in a subtropical coastal zone (Santos Bay, Brazil). Marine Pollution Bulletin, v. 149, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.