Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência do polimorfismo do gene ACTN3 na responsividade à potencialização pós-ativação

Processo: 18/05336-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 27 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Leonardo Coelho Rabello de Lima
Beneficiário:Guilherme Beneduzzi Mantovani
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/00511-1 - O efeito de diferentes protocolos de aquecimento na potencialização pós-ativação em atletas treinados de alto nível, BE.EP.IC
Assunto(s):Polimorfismo genético

Resumo

Sabe-se que polimorfimos no gene ACTN3 promovem diferenças morfológicas na ultraestrutura dos sarcômeros que podem influenciar a diferenciação da predominância de diferentes tipos de fibra levando a melhor desempenho em eventos de endurance (indivíduos homozigotos para o alelo R577X) ou potência muscular (indivíduos homozigotos para o alelo R577R). Sabe-se, também que a responsividade à potencialização pós-ativação (PAP) varia entre indivíduos, sendo que há evidências de que indivíduos com maior distribuição de fibras musculares do tipo IIx são mais responsivos a esse fenômeno. O objetivo do presente estudo será investigar a influência dos polimorfismos do gene ACTN3 na responsividade à PAP, testando a hipótese que indivíduos homozigotos para o alelo R desse gene se beneficiam mais desse fenômeno. Indivíduos não treinados do sexo masculino serão divididos em dois grupos: homozigotos para os alelos X e R do gene ACTN3. Será determinada a altura de salto com contra movimento dos participantes em duas condições: controle (sem pré-ativação) e potencializado (4 minutos após a realização de cinco agachamentos com carga de 5RM). As diferentes condições serão realizadas em dias separados e em ordem randomizada. Todos os participantes passarão por sessões de familiarização antes das sessões de coleta de dados. Diferenças entre condições e entre grupos serão comparadas por meio de ANOVA fatoriais de desenho misto (grupo vs condição). Se identificado efeito significante de interação grupo vs condição, serão aplicados testes post hoc de Tukey. O nível de significância será estabelecido como p < 0,05.