Busca avançada
Ano de início
Entree

O duplo em contos de E.T.A. Hoffmann

Processo: 18/11680-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Teoria Literária
Pesquisador responsável:Marcus Vinicius Mazzari
Beneficiário:Rafael Rocca dos Santos
Supervisor no Exterior: Jorg Paulus
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Bauhaus-Universität Weimar, Alemanha  
Vinculado à bolsa:17/03412-9 - Manifestações do duplo em contos de E. T. A. Hoffmann, BP.MS
Assunto(s):Literatura comparada   Literatura alemã

Resumo

O motivo do duplo é central na literatura do século XIX, quando a investigação da mente humana e os desenvolvimentos filosóficos tentaram lidar com as várias possibilidades da manifestação de preocupações e angústias humanas. O duplo aparece na literatura, um ambiente no qual características filosóficas, psicológicas e estéticas são discutidas, como uma resposta possível a tais angústias e ao "lado noturno" da mente humana pela confrontação de si consigo mesmo enquanto imagem refletida. Isso traz questões concernentes ao âmago da identidade do sujeito e a possibilidade de enfrentar ideias e ideais em confronto. Nesse panorama, o romantismo alemão foi especialmente relevante para o desenvolvimento de uma literatura que investigou as causas e as consequências da autodescoberta e do autoconfrontamento, especialmente por autores tais como Jean Paul Richter (1763-1825) e E.T.A. Hoffmann (1776-1822). Este Projeto de Estágio de Pesquisa no Exterior compreende o estudo de Jean Paul, o criador do termo "Doppelgänger" (duplo) e do primeiro romance que lidou especificamente com o duplo na literatura, e a relação de E.T.A. Hoffmann com e o desenvolvimento a partir dos escritos de Jean Paul, além de aprofundar o estudo das visões de Hoffmann sobre esse motivo, o que serviu de ponto de partida para muitos autores que escreveram sob sua influência. (AU)