Busca avançada
Ano de início
Entree

Tratados ferroviários: uma investigação da prática francesa do século XIX

Processo: 18/01711-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Eduardo Romero de Oliveira
Beneficiário:Taina Maria Silva
Supervisor no Exterior: Karen Bowie
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa : Ecole Nationale Supérieure d'Architecture de Paris La Villette (ENSAPLV), França  
Vinculado à bolsa:17/10302-5 - Tipologia de oficinas ferroviárias: um estudo sobre a formação espacial da oficina da Companhia Paulista em Jundiaí (1892-1896), BP.MS
Assunto(s):História da arquitetura   Arquitetura industrial   Ferrovias   Transferência de tecnologia   Cooperação internacional   França (país)

Resumo

O presente projeto propõe um estudo de cooperação internacional, a partir da Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE), vinculada ao projeto de pesquisa desenvolvido com o auxílio da FAPESP (nº 2017/10302-5) na pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (UNESP). Propomos o estudo dos tratados ferroviários franceses produzidos no século XIX como meio de identificar as práticas francesas importadas pelo Brasil ferroviário. Com o auxílio da professora Karen Bowie, docente da École Nationale Supérieure d'Architecture de Paris-La Villette e diretora da equipe de pesquisa "Architecture Histoire Techniques Territoires Patrimoines", atenderemos um de nossos objetivos do mestrado. Objetivamos compreender as questões acerca dos tratados ferroviários franceses de forma a esclarecer, mesmo que parcialmente, o conhecimento técnico e os projetos que possam ter sido importados pelo Brasil. Num primeiro momento será realizado o levantamento bibliográfico sobre os tratados ferroviários franceses; em seguida, com auxilio da professora Karen Bowie iremos levantara produção científica sobre os tratados e também a identificação dos autores de tratados através de biografias. Essas consultas deverão ocorrer em diversos acervos franceses como na Bibliothèque Nationale de France e no Centre Nationale des Archives Historiques da Société Nationale des Chemins de fer Français. Estão previstas também visitas técnicas a algumas oficinas ferroviárias citadas nos tratados franceses que se encontram em território francês à fim de comparação com nosso objeto de pesquisa do mestrado. Sob orientação da professora, poderemos compreender os projetos de edificações ferroviárias e sua importância no âmbito nacional francês. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.