Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da intensificação no uso da terra sobre a similaridade e beta diversidade de comunidades aquáticas

Processo: 18/07714-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Luis Cesar Schiesari
Beneficiário:Rodolfo Mei Pelinson
Supervisor no Exterior: Mathew Albert Leibold
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Florida, Gainesville (UF), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/04122-4 - Efeitos de processos locais e do isolamento espacial na montagem de comunidades aquáticas: uma simulação da intensificação no uso da terra, BP.DR
Assunto(s):Metacomunidades   Ecologia aplicada   Ecologia de comunidades   Fauna aquática   Tilápia

Resumo

O conceito de metacomunidades é um dos mais promissores arcabouços teóricos para entendermos as consequências de mudanças ambientais sobre a biodiversidade, uma vez que explica como o isolamento espacial e diferentes pressões seletivas afetam a similaridade entre comunidades. Aqui nós pretendemos usar este arcabouço para entendermos como diferentes vetores de intensificação no uso da terra afetam a similaridade entre comunidades aquáticas. Especificamente, nós simulamos a estocagem de peixes predadores para aquacultura e a intensificação química do uso da terra em dois experimentos de campo manipulando ambientes aquáticos artificiais. No primeiro experimento nós cruzamos a presença da Tilápia Rendalli com três níveis de isolamento espacial a partir de uma fonte natural de colonizadores. No segundo nós cruzamos os mesmos níveis de isolamento espacial com três níveis de intensificação química: (1) controle, (2) adição apenas de fertilizantes (tratamento simulando pastagens), (3) e adição de fertilizantes e pesticidas (tratamento simulando cultura de cana-de-açúcar). Nossas principais expectativas são que pressões seletivas deletérias, como a presença de predadores e pesticidas, tornem as comunidades mais similares entre si, uma vez que essas forças determinísticas não permitiriam que as comunidades tivessem diferentes estruturas devido a eventos estocásticos. Por outro lado, a adição de nutrientes promovida por fertilizantes deve liberar as espécies de competição por recursos alimentares e permitir que os tamanhos populacionais e ocorrência das espécies flutuem devido a fatores estocásticos. Finalmente, o isolamento espacial deve reduzir a similaridade entre comunidades porque eventos de recolonização após extinções estocásticas devem diminuir com isolamento espacial. (AU)