Busca avançada
Ano de início
Entree

Fluxos dos gases CH4 e CO2 e sua relação com a poluição metropolitana em regiões fluviais das represas Billings e Guarapiranga (São Paulo - SP)

Processo: 18/03972-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Recursos Hídricos
Pesquisador responsável:Roseli Frederigi Benassi
Beneficiário:Erika Lisa Horiuchi
Instituição-sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Saneamento ambiental   Gases do efeito estufa   Fluxo dos gases   Dióxido de carbono   Represas   Análise física   Análise química   São Paulo (SP)

Resumo

A compreensão do funcionamento das áreas alagadas tem se tornado um desafio paraa comunidade científica devido à diversidade de ambientes que podem ser enquadrados como representantes destes ecossistemas, à grande variabilidade de condições hidrológicas em que se apresentam e à extensão e heterogeneidade de sua distribuição geográfica, fatores queexercem influência não somente sobre suas funções ecológicas, mas também sobreseus usos, determinados pelo valor atribuído para atividades econômicas locais. Fundamentado no reconhecimento das inúmeras funções ecológicas, do potencial econômico destas áreas e de sua importância para o ciclo do carbono, este projeto de pesquisa tem comoobjetivo central investigar a relação entre as variáveis limnológicas, a sazonalidade e osprincipais mecanismos bioquímicos que influenciam nos fluxos de gases CH4 e CO2 em áreas alagadas localizadas na região fluvial dos Reservatórios Billings e Guarapiranga (SP),submetidas a diferentes cargas poluidoras afluentes. Para tanto, serão realizadas análises físicas e químicas nos compartimentos aquosos e na interface água-atmosfera em diferentes épocas do ano, a fim de quantificar as cargas de carbono alóctone e autóctone, bem comoconhecer os processos físico-químicos e, ainda, compreender os fatores que governam os fluxos destes gases de efeito estufa em áreas alagadas submetidas a variados níveis decarga poluidora. Estes resultados permitirão identificar os diferentes caminhos (pathways) do carbono nestes ecossistemas, e avaliar em que condições de carga as áreas alagadas da região fluvial dos reservatórios se comportam como fonte ou sumidouro de carbono e se amatéria orgânica que gera os gases de efeito estufa é alóctone ou autóctone.