Busca avançada
Ano de início
Entree

Revisão taxonômica e distribuição de Crypturellus obsoletus (Aves: Tinamidae)

Processo: 18/05664-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Luís Fábio Silveira
Beneficiário:Vitor Gomes de Deus
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Ornitologia   Táxons   Aves (classificação)   Tinamiformes   Espécies em perigo de extinção   Morfometria   América do Sul

Resumo

Os representantes da família Tinamidae pertencem a uma das linhagens mais antigas de aves e, junto com as ratitas, formam o grupo-irmão de todas as demais aves atuais. Exclusivos dos neotrópicos, são bastante ameaçados pela caça. O gênero Crypturellus é o maior da família e inclui a maioria dos membros florestais, agrupando 22 espécies. A validade de muitos dos táxons deste gênero é controversa, e muitas subespécies não são diagnosticáveis ou são candidatas a espécies plenas. O inhambuguaçu (Crypturellus obsoletus) é uma espécie de dorso amarronzado, cabeça cinza e partes inferiores castanho-ferrugíneas. Atualmente são reconhecidas nove subespécies, que se distribuem disjuntamente por florestas de altitude por toda a América do Sul. Habitam o sudeste do Brasil, estendendo-se até a Argentina, Paraguai e Uruguai, além de populações isoladas no Pará, Rondônia e Mato Grosso. Também ocupam os Andes, do Equador à Bolívia, e existem populações isoladas na Venezuela. Devido à pouca clareza na distinção desses táxons, este estudo busca avaliar diagnosticabilidade das populações com base em caracteres de plumagem, morfométricos e vocais.