Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de expressão de spots de proteínas associados ao mercúrio em peixes da região amazônica utilizando-se ferramentas metaloproteômicas

Processo: 18/07991-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Pedro de Magalhães Padilha
Beneficiário:Isabela Melo de Figueiredo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia computacional   Metalômica   Proteômica   Métodos bioanalíticos   Mercúrio (elemento químico)   Compostos de metilmercúrio   Peixes   Bacia amazônica

Resumo

O peixe é considerado importante fonte de proteínas de alto valor biológico para população ribeirinha da região Amazônica. Porém, os peixes também representam uma das principais vias de exposição humana a contaminantes tóxicos como o metilmercúrio (MeHg), podendo levar a sérios riscos à saúde humana. Nos últimos cinco anos, estudos do mercúrio associado à fração proteica em peixes da região Amazônica têm sido desenvolvidos por pesquisadores brasileiros procurando-se identificar possíveis biomarcadores de exposição às espécies mercuriais. Assim, dando sequências ao estudo metaloproteômico do mercúrio em peixes da Amazônia, esta proposta de trabalho tem como objetivos: Fracionar por 2D PAGE o proteoma de amostras de tecido muscular e hepático de peixes coletados no reservatório do AHE JIRAU - rio Madeira/Rondônia; identificar proteínas associadas ao mercúrio por GFAA e ESI-MS/MS, proceder análise de expressão dessas proteínas procurando-se possível correlação com a incorporação do mercúrio nos organismos dos peixes e utilizar ferramentas de bioinformática que poderão contribuir no conhecimento dessas proteínas em seus níveis funcionais, vias metabólicas e interações proteína-proteína. (AU)