Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de doses críticas de toxidez de selênio para o feijão-caupi: caracterização do metabolismo de ureídeos e alterações morfológicas

Processo: 18/10912-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:André Rodrigues dos Reis
Beneficiário:Nandhara Angélica Carvalho Mendes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Engenharia. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Tupã. Tupã , SP, Brasil
Assunto(s):Biofortificação   Nutrientes minerais do solo   Fertilizantes   Selênio   Feijão   Adubação   Qualidade dos alimentos   Microscópio eletrônico

Resumo

Há evidências conclusivas de deficiência de selênio (Se) nos solos do Brasil, o que pode gerar deficiência nas plantas, animais e humanos. Desta forma, existe a necessidade de se aumentar os teores de Se nas partes comestíveis de cultivares modernos, pois os aumentos de produtividade têm apresentado relação inversa com essa característica. O objetivo do trabalho é avaliar a dose crítica de toxidez de Se e sua influência no metabolismo de ureídeos, alterações morfológicas e produtividade do feijão-caupi em condições de campo. Será realizado aplicações foliares de Se para a determinação da dose crítica bem como a caracterização fisiológica e morfológica pela avaliação de compostos nitrogenados (ácido alantóico, alantoína, aminoácidos, nitrato e amônio), sacarose, açúcares totais nas folhas e proteínas de reserva (albumina, globulina, prolamina e glutelina) nos grãos. Será avaliado a concentração de Se e nutrientes nas folhas e grãos, alterações morfológicas para os estudos do diâmetro do xilema e floema da folha, espessura de epiderme, bem como análise de ultraestrutura no microscópio eletrônico de varredura. O entendimento dos fatores envolvidos no acúmulo de Se e sua interação com a resposta das culturas ao Se como fertilizante, poderá fornecer subsídios para posterior uso dessas informações no melhoramento vegetal, adubação e na produção de alimentos de melhor qualidade nutricional. (AU)