Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto metabólico nutricional da AIDS: relação da lipodistrofia com a composição corporal, perfil metabólico e níveis séricos de adipocitocinas

Processo: 18/05453-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Sílvia Justina Papini
Beneficiário:Jéssica Emy Komuro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/10103-7 - Impacto metabólico nutricional da AIDS: relação da lipodistrofia com a composição corporal, perfil metabólico e níveis séricos de adipocitocinas, AP.R
Assunto(s):Síndrome de lipodistrofia associada ao HIV   Composição corporal   Distribuição da gordura corporal   Síndrome metabólica   Terapia antirretroviral de alta atividade   Estado nutricional   Citocinas   AIDS

Resumo

A relação entre nutrição e função imune na aids está bem elucidada. A evolução da infecção pelo vírus HIV geralmente altera aspectos metabólicos e nutricionais. O tratamento específico para essa patologia é fundamental e reduz drasticamente a morbimortalidade. Como consequência da diminuição da frequência de doenças oportunistas, ocorreu a transição do estado nutricional destes pacientes, que antes eram caracterizados pela intensa perda de peso e desnutrição (ou "wasting symdrome"); pelo ganho excessivo de peso, que os torna sobrepeso ou até obesos após uso da terapia antirretroviral (TARV). Apesar dos benefícios para a melhora clínica de pessoas vivendo com HIV/aids, alguns efeitos colaterais associados ao uso do TARV são relatados. A redistribuição da gordura corporal tem sido associada ao tratamento e é caracterizada por mudanças morfológicas, também conhecidas como lipodistrofia. As complicações decorrentes das alterações metabólicas e morfológicas nesses indivíduos acarretam consequências estéticas, além de elevar o risco para desenvolvimento de doenças cardiovasculares e pancreáticas. Orienta-se assim que a avaliação nutricional seja precisa não apenas para mensurar a variação do peso total corporal, mas para quantificar e localizar a distribuição deste acúmulo de gordura. As adipocitocinas são proteínas com funções essenciais aos processos biológicos, sendo que seus níveis estão relacionados à patogenia da síndrome metabólica e doenças cardiovasculares. Estudos recentes demonstraram que tais níveis usualmente são alterados neste grupo, independente se o tratamento está instituído ou não. A utilização de métodos para estimar a gordura corporal é fundamental em pacientes em que há redistribuição da gordura corporal, como é o caso da aids, principalmente os que mensurem segmentadamente a gordura corporal. Este é um importante indicador da avaliação nutricional com a finalidade de definir na prática clínica o tratamento mais adequado para a prevenção de comorbidades. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.