Busca avançada
Ano de início
Entree

O trabalho subalterno sob condições adversas do clima: análise da rotina laboral das(os) varredoras(es) de ruas de Presidente Prudente/SP

Processo: 18/12592-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 20 de outubro de 2018
Vigência (Término): 19 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:José Tadeu Garcia Tommaselli
Beneficiário:Lidiana de Pinho Mendes
Supervisor no Exterior: Ana Maria Rodrigues Monteiro de Sousa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente, SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade do Porto (UP), Portugal  
Vinculado à bolsa:17/02399-9 - O trabalho subalterno sob condições adversas do clima: análise da rotina laboral das(os) varredoras(es) de ruas de Presidente Prudente/SP, BP.MS
Assunto(s):Insalubridade   Clima

Resumo

O trabalho das(os) varredoras(es) de ruas é de remoção de lixos e entulhos presentes nas vias públicas. É uma atividade realizada a céu aberto, fato que as(os) submetem a diversos tipos de agressões, dentre elas, as condições severas do clima. Presidente Prudente - SP está localizada em uma faixa climática caracterizada por altas temperaturas, na maior parte do ano e, por isso é necessário analisar a influência dessas condições climáticas sobre a saúde das(os) varredoras(es) de ruas. Trata-se de uma temática pouco abordada e de muita relevância, principalmente para as(os) envolvidas(os) e demais trabalhadores(as) que diariamente sofrem os efeitos negativos que essas condições de trabalho lhes impõem. Por intermédio de levantamentos bibliográficos, análises das temperaturas intraurbanas dos locais onde são realizadas as atividades, consultas a dados secundários como estatísticas do trabalho e conteúdos jurídicos, e entrevistas com os diferentes sujeitos envolvidos com o trabalho em varrição, pretende-se compreender a dimensão do quadro de insalubridade vivenciado por essas(es) trabalhadoras(es) cotidianamente. As reflexões e resultados alcançados deverão ser utilizados para esboçar medidas mitigadoras, assim como possibilidades de compensações.