Busca avançada
Ano de início
Entree

Filmes automontados de polipirrol e nanopartículas de magnetita na determinação analítica de parabenos

Processo: 18/04061-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marystela Ferreira
Beneficiário:Lucas Felipe de Lima
Instituição-sede: Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Sensores   Eletroforese capilar   Nanopartículas de magnetita   Polipirrol   Sensores eletroquímicos

Resumo

A presença de compostos químicos que promovem danos a saúde humana e de outros organismos é uma das grandes preocupações nos dias de hoje, especialmente quando se trata de desreguladores hormonais que possuem atividade estrogênica no metabolismo. Uma das classes de compostos que merece destaque devido a sua intensa atividade estrogênica e que é encontrada em grande parte dos alimentos, cosméticos, produtos de limpeza, medicamente entre outros, são os parabenos. Os parabenos são amplamente utilizados como conservantes devido a sua atividade antimicrobiana, porém, efeitos adversos vêm sendo observados, devido a sua capacidade de desencadear certas alterações hormonais que aumentam as chances de desenvolver canceres sólidos nas mamas, próstata e ovário, além da diminuição na mobilidade dos espermatozoides. Com base nessa problemática, torna-se imprescindível o desenvolvimento de um método, rápido, fácil e de baixo custo para determinar a concentração de parabenos em amostras ambientais, medicamentos e alimentos. Uma técnica que vem merecendo destaque devido a sua simplicidade e facilidade de fabricação, é o desenvolvimento de sensores eletroquímicos pelo método LbL (Layer-by-Layer). O método LbL consiste na adsorção de polieletrólitos em um substrato eletricamente carregado, apenas por uma sequência de soluções catiônicas e aniônicas em béqueres, resultando em bicamadas de filmes que apresentam propriedades únicas, permitindo que as moléculas do analito de interesse sejam adsorvidas por forças de Wan der Waals e eletrostáticas. Para isso, serão formados filmes LbL com nanopartículas de magnetita e polipirrol. O filme será caracterizado por técnicas espectroscópicas (infravermelho e ultravioleta) e com técnica eletroquímicas como a Voltametria de Pulso Diferencial (DPV), Espectroscopia de Impedância (EIS) e para validação do método de sensoriamento a Eletroforese Capilar (CE). Os filmes também serão analisados morfologicamente por MEV e EDX. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.