Busca avançada
Ano de início
Entree

Alteração na expressão de transportadores de glicose no sistema nervoso central e sua correlação com Diabetes Mellitus Tipo 3 (DM3) e Doença de Alzheimer

Processo: 18/12265-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Maria Lucia Cardillo Corrêa Giannella
Beneficiário:Daniele Pereira dos Santos Bezerra
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/15603-0 - Desvendando mecanismos envolvidos no controle glicêmico e nas complicações crônicas do Diabetes mellitus: contribuições à saúde humana, AP.TEM
Assunto(s):Endocrinologia   Glicose   Sistema nervoso central   Diabetes mellitus   Doença de Alzheimer   Obesidade   Marcadores inflamatórios   Proteínas facilitadoras de transporte de glucose   Proteínas carreadoras de solutos   Modelos animais

Resumo

Estudos epidemiológicos revelam que o Diabetes Mellitus e a Obesidade são fatores de risco para a gênese e progressão da Doença de Alzheimer. Na última década, estudos evidenciaram a existência de resistência à ação da insulina em regiões do cérebro de pacientes portadores da Doença de Alzheimer (AD), sugerindo que um prejuízo no aporte de glicose às células neuronais possa ser elemento chave no desencadeamento e progressão da neurodegeneração na AD. Em regiões frequentemente comprometidas na AD, como hipocampo, núcleo caudado e cerebelo, já foi sugerida a presença dos transportadores de glicose GLUT4 e SGLT1, codificados pelos genes SLC2A4 e SLC5A1, cuja expressão já foi vista alterada em tecidos periféricos de portadores de resistência à insulina e/ou Diabetes. Ainda, o GLUT2, codificado pelo gene SLC2A2, se expressa em regiões desprovidas de barreira hematoencefálica, como no hipotálamo, e também já foi relacionado à etiopatogenia da AD. Ainda, estudos recentes sugerem que mecanismos epigenéticos possam regular a transcrição de genes importantes na fisiopatologia da AD; e já demonstramos alterações epigenéticas no gene SLC2A4 em músculo de ratos de diabéticos, mas nada se conhece sobre isso no cérebro. Assim, o foco do presente projeto é investigar, em áreas centrais de cérebros (obtidos post-mortem) de humanos obesos ou não, se o Diabetes altera a expressão de SLC2A4/GLUT4, SLC2A2/GLUT2, SLC5A1/SGLT1, assim como de marcadores inflamatórios. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MATOS, MOZANIA REIS; SANTOS-BEZERRA, DANIELE PEREIRA; DIAS CAVALCANTE, CRISTIANE DAS GRACAS; DE CARVALHO, JACIRA XAVIER; LEITE, JULIANA; JANUARIO NEVES, JOSE ANTONIO; ADMONI, SHARON NINA; PASSARELLI, MARISA; PARISI, MARIA CANDIDA; CORREA-GIANNELLA, MARIA LUCIA. Distal Symmetric and Cardiovascular Autonomic Neuropathies in Brazilian Individuals with Type 2 Diabetes Followed in a Primary Health Care Unit: A Cross-Sectional Study. INTERNATIONAL JOURNAL OF ENVIRONMENTAL RESEARCH AND PUBLIC HEALTH, v. 17, n. 9 MAY 2020. Citações Web of Science: 0.
MOZÂNIA REIS DE MATOS; DANIELE PEREIRA SANTOS-BEZERRA; MARIA LUCIA CORREA-GIANNELLA. Reproducibility of a nylon fishing line as a screening test for diabetic foot ulceration risk. Clinics, v. 75, p. -, 2020.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.