Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese de filme de vidro bioativo para superfície de titânio por meio de plasma eletrolítico de oxidação: análise eletroquímica e antimicrobiana em modelo de microcosmos

Processo: 18/04630-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Valentim Adelino Ricardo Barão
Beneficiário:Raphael Cavalcante Costa
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Prótese dentária   Implantes dentários   Biomateriais   Biovidro   Titânio   Propriedades de superfície

Resumo

Materiais que apresentam propriedades antimicrobianas e osteogênicas são alternativas promissoras para melhorar a biocompatibilidade dos implantes. Nessa perspectiva, o objetivo desse estudo é sintetizar um vidro bioativo (Bioglass-45S5®) para tratamento de superfície de titânio comercialmente puro (Ticp) por meio do plasma eletrolítico de oxidação (PEO), avaliando a influência desse tratamento sobre as propriedades físico-químicas, eletroquímicas e antimicrobianas do Ticp. Discos de Ticp (10 × 2mm) serão utilizados: usinado (grupo controle) e tratado com Bioglass-45S5® (grupo experimental). A topografia dos discos será caracterizada por meio da microscopia de força atômica (MFA), microscopia eletrônica de varredura (MEV), perfilometria e energia livre de superfície. A composição e fase dos óxidos formados na superfície serão avaliadas por meio da espectroscopia de energia dispersiva (EDS), espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X (XPS) e da difração de raios-x (DRX). Para analisar o comportamento corrosivo do Ticp, testes eletroquímicos serão conduzidos (potencial de circuito aberto, espectroscopia de impedância eletroquímica e teste potenciodinâmico). O efeito do tratamento na adesão bacteriana e formação de biofilme na superfície será testado utilizando modelo de biofilme multi-espécies de microcosmos, saliva humana será utilizada como inóculo bacteriano. Na análise quantitativa dos dados microbiológicos será avaliado o pH do biofilme e os níveis e proporções de 40 espécies bacterianas pela técnica de checkerboard DNA-DNA hybridization. MEV e microscopia confocal por varredura a laser (live and dead) serão utilizadas para visualização do biofilme formado. Os dados quantitativos serão submetidos à análise estatística mais apropriada com nível de significância de 5%. O número de espécimes para cada ensaio será determinado após o estudo piloto. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.