Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão gênica diferencial de Metarhizium spp

Processo: 18/13282-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 18 de setembro de 2018
Vigência (Término): 17 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Italo Delalibera Júnior
Beneficiário:Joel da Cruz Couceiro
Supervisor no Exterior: Nicolai Vitt Meyling
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Copenhagen, Frederiksberg, Dinamarca  
Vinculado à bolsa:17/20491-0 - Adaptações a nichos e plasticidade em comunidades de Metarhizium no agroecossistema de cana-de-açúcar, BP.DR
Assunto(s):Metarhizium   Transcriptoma   Expressão gênica

Resumo

Fungos entomopatogênicos estão entre os mais importantes agentes de controle biológico, e seu uso em áreas de cultivo vem aumentando nos últimos anos. Muitas espécies desses patógenos têm habilidade de matar insetos e de se associar endofiticamente com raízes de diversas espécies de plantas. Essa plasticidade fenotípica é possível porque alguns genes são diferencialmente expressos quando o fungo está em contato com insetos ou plantas. O gênero de fungo Metarhizium é composto por um grupo de espécies de distribuição global que podem agir como entomopatógenos e endofíticos. Metarhizium robertsii Bischoff, Rehner & Humber e Metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorokin estão entre as espécies mais comuns do gênero encontradas em solos brasileiros, com a primeira geralmente associada a raízes, e um subclado da segunda, Mani 2, também infectando insetos. Em solos dinamarqueses, M. robertsii e Metarhizium brunneum Petch estão entre as espécies mais abundantes do gênero. Esses três táxons ocupam diferentes nichos ecológicos, e há a hipótese que a habilidade de associação com raízes é um dos principais fatores responsáveis por essa diferença. O objetivo deste projeto é quantificar a expressão gênica de isolados de M. robertsii, M. brunneum e M. anisopliae subclado Mani 2 durante a inoculação em plantas de trigo e comparar seus transcriptomas.