Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de novos alvos reguladores do processo de brotação de cana-de-açúcar e cana energia

Processo: 18/10315-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Gonçalo Amarante Guimarães Pereira
Beneficiário:Luís Guilherme Furlan de Abreu
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Melhoramento genético vegetal   Brotação   Cana-de-açúcar   Cana-energia   Biomassa   Setor sucroenergético

Resumo

O Brasil apresenta, hoje, cerca de 9,5 milhões de hectares plantados de cana-de-açúcar, correspondentes a pouco mais de 1% da área do país. A partir da biomassa colhida desta área são produzidos 35,48 milhões de toneladas de açúcar, 28,16 bilhões de litros de etanol e gerados 25.482 GWh de energia elétrica. Tais números configuram o grande potencial do setor sucroenergético, entretanto, ainda temos no país cerca de 190 milhões de hectares ocupados por pastagens, boa parte de baixa produtividade, com enorme potencial para implantação da cultura de cana-de-açúcar. Atualmente, a cana-de-açúcar é plantada por propagação vegetativa e um grave problema enfrentado no campo é a baixa taxa de brotação, que para algumas variedades atinge menos de 80%. No entanto, este problema não é observado para cana energia, uma variedade de cana que se caracteriza, principalmente, pelo maior enraizamento, maior produção de biomassa e menores teores de sacarose no seu caldo. A brotação nessas variedades se mostrou bem mais rápida, acompanhada por um rápido desenvolvimento inicial da planta, que é fundamental para seu estabelecimento no campo. Com base nessas observações, o presente projeto visa estudar as bases moleculares da brotação, a partir da comparação do processo em variedades de cana-de-açúcar e cana energia. Serão analisados parâmetros moleculares, a partir da análise do transcriptoma e metabolômica, e parâmetros fisiológicos do processo, que será também avaliado a partir do uso de maturadores, como o Ethephon, conhecidos por influenciar processo de brotação. Os resultados desse trabalho trarão melhor compreensão desse importante processo e deverão auxiliar na busca de soluções para aumentar a taxa de brotação da cana-de-açúcar, contribuindo, consequentemente, para um melhor resultado econômico do setor sucroenergético. (AU)